Educação

Cidadania e justiça também se aprendem na escola”

Com esse tema, estudantes dos 5º anos de Ribeirão Claro de projeto

Dayse Miranda – Da Assessoria

Durante o segundo semestre do ano letivo de 2022, todos os estudantes dos 5º anos da Rede Pública Municipal de Ensino de Ribeirão Claro, juntamente com seus professores participaram do projeto “Cidadania e Justiça também se aprendem na escola”, desenvolvido pela Juíza de Direito da Comarca de Ribeirão Claro, Tatiana Monteiro Furtado de Mendonça.

Ao longo do projeto, os estudantes visitaram o Fórum Dr. Manoel Ribeiro de Campos e a Juíza visitou as escolas para conversar com os alunos e tirar as dúvidas sobre os conteúdos abordados nas cartilhas da Justiça e da Cidadania que receberam para trabalharem com seus professores.

As cartilhas discorrem sobre os deveres e esclarecem os direitos básicos do cidadão para que possam exercê-los com consciência e plenitude.

O projeto contou ainda com a produção individual de uma redação, na qual os estudantes discorreram sobre tudo que aprenderam ao longo do projeto e cada turma ensaiou uma apresentação cultural. As apresentações aconteceram nas escolas e no Fórum entre o final de novembro e início de dezembro.

Na terça-feira (06), aconteceu a conclusão do projeto no Fórum, os alunos da Escola Municipal Zuleika David Chammas Cassar encerraram as apresentações dançando “Aquarela do Brasil” e um aluno por escola recebeu uma medalha como prêmio pela melhor redação. O aluno Henrique Miguel Ferreira de Abreu da Escola Municipal do Campo João Teodoro da Silva recebeu destaque pelo poema que escreveu “A justiça muda tudo”.

Ao final, todos participaram de uma confraternização com um lanche oferecido pela Juíza.

A Coordenadora do Ensino Fundamental do Município, professora Tatiana Paschoal Chagas considera a relevância do projeto para a formação das crianças. “O projeto aborda questões muito necessárias em nossa sociedade e o trabalho desenvolvido ao longo de todo o segundo semestre com certeza colaborou para a formação cidadã de nossos estudantes”, disse.

A Secretária de Educação e Cultura, Andreia Dias Barbosa agradece a excelentíssima Juíza, pela atenção e cuidado com que desenvolveu o projeto, assim como a Assistente II de Juiz de Direito, Yara Rahuam da Silva pelo empenho e orientação a todas as escolas ao longo do projeto e, especialmente aos professores, supervisores e diretoras que realizaram todas as propostas de atividades com energia e dedicação. “Aos nossos alunos, meu agradecimento e meus parabéns pelos trabalhos lindíssimos que desenvolveram”.

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Uia!!!