Destaques

Tamanduá-bandeira ferido é tratado e solto na natureza

Encontrado em Wenceslau Braz, animal foi atendido por profissionais do IAT

IAT

Redação Tribuna/AEN

Mamífero encontrado ferido em área urbana de Wenceslau Braz, pesando 27 quilos, desidratado, com várias escoriações e fratura na região pélvica, foi atendido e passou 20 dias em tratamento no Centro de Apoio à Fauna Silvestre (CAFS) em Londrina. A volta ao seu habitat aconteceu dia 13, quando técnicos dos núcleos regionais de Jacarezinho e Londrina do Instituto Água e Terra (IAT) devolveram à natureza o tamanduá-bandeira fêmea. O animal precisou passar por fisioterapia e procedimentos a lazer para ajudar na cicatrização dos machucados. Na soltura, já pesava 32 quilos.

De acordo com o Instituto Tamanduá, ONG especializada nos cuidados da espécie, o tamanduá-bandeira (Myrmecophaga tridactyla) é um mamífero que mede cerca de dois metros, podendo pesar até 45 quilos. A espécie se alimenta principalmente de formigas e cupins, usando as garras dianteiras para abrir buracos no solo e a língua de 60 centímetros para capturar os insetos.

O Centro de Apoio à Fauna Silvestre (CAFS) é um local preparado para receber, identificar, marcar, triar, avaliar, e estabelecer tratamento veterinário para animais acolhidos por órgão ambiental em ações de fiscalização, resgates ou entrega voluntária por particulares.

Botão Voltar ao topo