Destaques

Protetores se reúnem com pré-candidato e pedem mais ações ao bem-estar animal  

A ideia é fazer com que os pré-candidatos a prefeito de Santo Antônio da Platina incluam o bem- estar animal em seus planos de governo

Protetores de animais independentes se reúnem com pré-candidato Alexandre Levatti Foto: Reunião

Gladys Santoro

Um grupo de protetores independentes está se articulando para conseguir benefícios aos animais de rua de Santo Antônio da Platina. Entre outras reivindicações, eles querem que os pré-candidatos a prefeito do município incluam em seus planos de governo, a construção e manutenção de canil municipal, assim como já existem em muitas cidades, e outras medidas que visem o bem-estar animal.

No começo da noite e sexta-feira, 15, eles deram o ponta pé inicial com uma reunião, no Espaço Farias Produções (perto da Agência do Bradesco)  com o pré-candidato a prefeito, Alexandre Levatti, que também é médico veterinário e que ocupou alguns cargos de confiança na prefeitura durante as duas gestões consecutivas do prefeito José da Silva Coelho Neto, o professor Zezão.

A REUNIÃO

Na reunião, estavam presentes cerca de 10 protetores independentes (que não fazem parte de ong). O servidor público Mauro Ávila Sollero, com mais de 15 anos atuando nessa área, e ex-membro de ong, falou com a reportagem da Tribuna do Vale sobre as reivindicações, a situação que esses animais se encontram hoje e suas maiores necessidades.

APOIO

“Reivindicamos várias ações, mas a principal, nesse momento, é que seja construído em Santo Antônio da Platina um canil municipal, onde sejam realizados todos os cuidados, como vacinação, castração e até campanhas de doação, por exemplo. Não estamos pedindo que a prefeitura faça tudo, os voluntários ajudam, como sempre ajudamos, mas precisamos de estrutura”, disse ele.

Na verdade, Mauro deixa claro que um canil evitaria o que já aconteceu anteriormente: “Já tivemos uma situação aqui muito ruim, apesar da boa vontade de algumas pessoas, que encontraram um local para abrigar os cachorros, mas não conseguiram dar o que era necessário, ou seja: comida, remédios, castração, vacinação, etc. O lugar acabou virando um depósito de cachorros. Não foi essa a intenção deles, mas as ações foram mal conduzidas”, disse.

 

LAR TEMPORÁRIO

Para que os animais tenham um destino mais digno e feliz, Mauro explica que o poder público pode impulsionar certas medidas.  “Também precisamos de um abrigo temporário para animais que passam por procedimentos médicos. Por exemplo, tem cachorros e gatos, que vivem nas ruas, mas de um determinado bairro, um local escolhido por eles, ou seja, são moradores daquela localidade. Mas eles precisam de cuidado caso fiquem doentes. Também é necessário que sejam castrados para que possam voltar aos seus “lares” e não procriar mais e, dessa forma, não aumentar a população de rua”. “Só que, logo após o procedimento, eles não podem voltar, de imediato, para a rua. Têm que se recuperar e não temos um lugar para isso. Pode ser um lar temporário, mas para conseguir, é preciso divulgação e nesse ponto, também precisamos da ajuda da administração pública para realizar uma campanha”, explicou.

 

CONTINUIDADE DE PROJETOS EM ANDAMENTO

Para Mauro e outros protetores que estiveram na reunião, assim como a pré-candidata a vereadora, Joelma, e a pedagoga Debora, seria importante que o próximo prefeito dê continuidade ao que o prefeito Zezão já vem fazendo. “Ele foi bom para nossa causa. A ONG de Santo Antônio da Platina recebe um recurso de 10 parcelas de R$ 3.500 para as necessidades básicas e castrações, o médico veterinário que faz as castrações é da Secretaria de Agricultura. Existe um projeto que é realizado uma vez por semana nas escolas, com apoio, inclusive da Policia Militar e da médica veterinária Calinca Levatti.  Nesses encontros com os alunos, tentamos desenvolver neles, o senso crítico, o olhar protetor, a leitura corporal dos animais. Estamos formando futuros protetores”, conclui.

 

ONG MUNDO CÃO

Há muitos anos, foi fundada em Santo Antônio da Platina, a Ong Mundo Cão, que encaminha a realização das castrações, faz o resgate de animais abandonados, perdidos ou doentes, procura lares temporários, enfim, faz boa parte do que é preciso para ajuda-los.  A ONG, com muita luta, se consolidou e hoje recebe um repasse de 10 parcelas de R$ 3.500 por ano, que são utilizados para as castrações. Os vereadores também destinam parte de suas verbas para a organização. Porém, nem todos os protetores se alinham com as medidas da direção e muitos resolvem fazer o trabalho de forma independente, mas sem prejuízo à ong, tanto que todas as reivindicações dos independentes, se atendidas, acabarão sendo coordenadas pela instituição, pois é legalizada. Dessa forma, ela poderá expandir muito mais seus trabalhos.

 

PRÉ-CANDIDATO RECONHECE AS NECESSIDADES

 

O primeiro pré-candidato a prefeito a receber os protetores, foi o ex-secretário de Planejamento da prefeitura e médico veterinário, Alexandre Levatti.

Segundo ele, os protetores estão preocupados em colocar nas pautas dos pré-candidatos, assuntos sobre o bem-estar animal.  “Abordamos todos juntos assuntos como: posse responsável de animais domésticos, castrações, adoção animal, situação atual de demanda por castração de pets e demais temas pertinentes a esta área tão importante de ligação entre o poder público e a Medicina Veterinária no controle populacional de animais e prevenção de zoonoses em nosso município”, disse salientando que a conversa foi bastante produtiva: “Obrigado a todos pela confiança”.

PALESTRAS NAS ESCOLAS

Levatti explicou que o município, por meio de voluntários, vem fazendo há anos um trabalho contínuo de palestras nas escolas, que fala muito sobre a posse responsável de animais de companhia. A médica veterinária da Vigilância Sanitária e voluntários são os responsáveis pelas orientações nas escolas sobre o tema. “Também são repassados recursos financeiros para a Ong. e ainda é cedido o médico veterinário da secretaria de agricultura uma vez por semana para castrações e atendimentos emergenciais”, contou.

O pré-candidato agradeceu a visita dos protetores independentes, disse que anotou todos as sugestões, e que elas serão inclusas no seu plano de governo, que será registrado junto ao registro oficial da candidatura, após as convenções partidárias.

Botão Voltar ao topo