Agronegócios

Paraná pode superar produção recorde de milho de segunda safra

Expectativa é de aumento de 2% na produção, para 14,4 milhões de toneladas

A manutenção da área de milho reflete a cautela dos produtores, apesar da redução nos custos de cultivo – Foto: Gilson Abreu/AEN

Da Redação com AEN

O Paraná pode superar a produção recorde de milho de segunda safra, registrada no ciclo 2022/23, que atingiu 14,1 milhões de toneladas. De acordo com a primeira Previsão Subjetiva de Safra (PSS) divulgada pelo Departamento de Economia Rural (Deral) na quarta-feira (20), caso ocorra a esperada recuperação de produtividade, o volume pode crescer 2%, atingindo 14,4 milhões de toneladas.

O atraso na retirada da soja do campo entre o final de 2022 e o início de 2023 dificultou a implantação das culturas na última safra. Contudo, com a expectativa de uma retirada mais rápida da soja desta vez, o plantio do milho deve ganhar agilidade. A semeadura já iniciou em alguns pontos do Estado, intensificando-se em janeiro e concluindo no final de março. A cultura ocupará a mesma área de 2,3 milhões de hectares do ciclo anterior.

A manutenção da área de milho reflete a cautela dos produtores, apesar da redução nos custos de cultivo. O agrônomo Carlos Hugo Godinho destaca que, embora os custos tenham diminuído, a média de preço pago ao produtor em 2023 foi de R$ 54,58 por saca, comparada a R$ 79,86 em 2022, desincentivando o aumento da área cultivada.

Em relação ao feijão de segunda safra, espera-se uma redução na área, passando de 295 mil hectares para 293 mil hectares. O atraso na formação da soja é apontado como um dos motivos para a estagnação. Apesar dos preços mais altos, muitos produtores enfrentam dificuldades no calendário para o plantio.

Para a batata de segunda safra, a previsão é de uma cobertura de 11,4 mil hectares, com um rendimento 5% superior ao da safra anterior, totalizando 350,4 mil toneladas. Já a cebola, que enfrenta uma redução sistemática na área de plantio no Paraná, colherá 91,7 mil toneladas, 15% a menos que na safra anterior.

O Boletim Semanal de Conjuntura Agropecuária, divulgado junto à PSS, apresenta análises sobre a segunda safra de grãos, além de informações sobre abacaxi, custos da produção de leite, produção de ovos e exportações de frango e mel no Paraná.

Com o cenário atual, a perspectiva é de uma safra promissora para o Paraná em 2023, impulsionada pela produção de milho, batata e cebola, enquanto desafios persistem em algumas culturas, como o feijão.

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Uia!!!