Cadernos

Vale-gás nacional de R$ 100 deve sair via auxílio temporário

Governo federal estuda liberação de vale-gás de R$ 100 para famílias de baixa renda por meio de auxílio temporário.

PorLorena de Sousa

Os brasileiros em situação de vulnerabilidade poderão receber um benefício essencial para sua sobrevivência em meio à crise econômica. O governo federal avalia a liberação do vale-gás nacional dentro de um auxílio emergencial com duração temporária.

O valor seria de R$ 100, distribuído por um período pré-definido. O objetivo é incluir famílias que não necessariamente fazem parte da linha de extrema pobreza, mas que estão encontrando dificuldades para custear o gás de cozinha, que aumentou 34,67% nos 12 meses até setembro.

Embora ainda seja apenas uma das possibilidades em discussão, a medida vem ganhando força entre os membros do governo. Até o momento, ainda não foi batido o martelo sobre o futuro dos programas sociais a partir de novembro.

Outras possibilidades

Existem outras propostas para criação do vale-gás nacional, incluindo um projeto aprovado pela Câmara dos Deputados. O texto prevê a liberação de um valor que corresponda, no mínimo, a 50% do valor médio do botijão de gás de 13 quilos.

A proposta ainda depende da aprovação do Senado Federal e da sanção do presidente Jair Bolsonaro. Ainda não há confirmação sobre o lançamento do programa, que seria permanente, mas a Petrobras sinalizou a liberação de R$ 300 milhões para esse fim.

Bolsa Família e Auxílio Brasil

Com o fim do auxílio emergencial previsto para novembro, o governo está reunindo forças para aprovar a reformulação do Bolsa Família. O novo programa, batizado de Auxílio Brasil, terá um valor médio superior ao anterior e incluirá cerca de 3 milhões novos de beneficiários.

No entanto, devido à falta de um acordo com os parlamentares para o início do projeto, já existem conversas para a prorrogação do auxílio emergencial por mais alguns meses

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo
%d blogueiros gostam disto:

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios