Capa

S. A. Platina – Série de erros geram suspeitas sobre concurso público platinense

Casos envolvendo deficientes e falhas na elaboração de provas causam reclamações

Da Redação com Tá no Site

Um festival de reclamações nas redes sociais e até mesmo recursos interpostos junto à comissão organizadora do Concurso Público Municipal realizado no último domingo (24), pela prefeitura de Santo Antônio da Platina estão provocando dúvidas e reações generalizadas.

O caso que mais chama atenção é a anulação das provas para preenchimentos de cargos na área de enfermagem e a reconvocação dos candidatos para novo concurso que seria realizado no próximo domingo (1º-05), mas acabou sendo cancelado pela necessidade de elaboração de novo edital.

Outro caso que está repercutindo envolve o candidato Igor Alves Palmeira, de 21 anos, que concorreu para uma vaga na área de informática. O rapaz é portador de cegueira total e, ao inscrever-se para o concurso, fez constar a necessidade de um ledor oficial, profissional indicado pela Universidade Estadual do Oeste (Unioeste), responsável pela elaboração do concurso, que o auxiliaria a ler as questões das provas.

Igor, que estuda informática no Instituto Federal do Paraná (IFPR), campus de Jacarezinho, descobriu na hora da prova que não teria a ajuda do ledor requisitado previamente e corre o risco de ser prejudicado no concurso.

A mãe do rapaz, Josiele Ferreira Alves não esconde sua revolta, principalmente depois de ter conversado com um representante da Unioeste, que teria admitido o erro, mas até no final da tarde desta quinta-feira (28), não recebeu qualquer manifestação oficial da universidade.

Ela conta que o problema enfrentado pelo filho não é um caso isolado. Ela cita outro candidato, deficiente físico, que ao chegar ao local das provas, descobriu que a organização do concurso não providenciou um local que não dependesse de deslocamento em escadas. Graças à sensibilidade de uma professora da escola onde as provas seriam aplicadas, ele posse participar do concurso numa sala no terreno do prédio.

Prova de Enfermagem
O caso mais grave causou cancelamento do exame especifico aos candidatos da área de Enfermagem. Apesar de inúmeros contatos realizados pela reportagem do Portal Tá No Site, tanto na prefeitura quanto na universidade, ainda não foi possível descobrir o motivo real do cancelamento.
Na quarta-feira, 27, a Universidade publicou um edital de anulação de 25 questões (da 16ª a 40ª – área de enfermagem), porém, o documento, cujo texto contava com o nome do prefeito José da Silva Coelho Neto (Zezão), pegou a prefeitura platinense de surpresa.
No final da tarde, a presidente da Comissão Municipal de Concursos, a advogada Cintia de Almeida da Silva, disse que a Unioeste, inicialmente, não havia comunicado a prefeitura sobre esse problema e nem da publicação do edital, e que ao tomarem conhecimento, foi necessário procurar o Ministério Público de Santo Antônio da Platina para receber orientações sobre como agir naquele caso. “Conversamos também no setor de concursos públicos da Universidade e eles reconheceram que houve erros, mas não sabemos exatamente quais. O Ministério Público nos orientou como agir e a universidade retirou a publicação de anulação das questões”, disse.
Nesta quinta-feira, em contato com a Unioeste, a reportagem foi informada que serria publicado novo edital até o final da tarde. A advogada Cintia Almeida confirmou e disse que o documento foi feito com base nas orientações do Ministério Público e que “a prova toda de enfermagem será anulada e haverá nova data para aplicação de outro exame para essa categoria”.

Problemas e soluções – O concurso público promovido pela Prefeitura de Santo Antônio da Platina abriu vagas para 35 categorias profissionais, além de formar cadastro de reserva (CR) para cargos de níveis fundamental, médio e superior.

Candidatos com ensino médio disputaram uma vaga mais CR na área de técnico de enfermagem e os de ensino superior concorreram a uma vaga mais CR para Enfermeiro. Ao todo, quase 400 pessoas, não apenas de Santo Antônio da Platina, mas de toda a região, fizeram a prova para Técnico em Enfermagem e Enfermeiro.

Entre todos os cargos disponibilizados, o concurso atraiu mais de 7 mil candidatos, segundo funcionários da prefeitura. A taxa de inscrição era de R$ 60,00 para cargos de nível fundamental, de R$ 90,00 para nível médio e de R$ 150,00 para nível superior. O pagamento teve que ser efetuado até o dia 11 de março.

O que ainda não foi esclarecido é como esses candidatos, principalmente, os que são de outros municípios, que tiveram despesas para chegar a Santo Antônio, serão ressarcidos, e se a nova data a ser agendada será viável a eles.

Descrédito – Assim que os candidatos tomaram conhecimento sobre a anulação da prova de Enfermagem (devido ao Edital da Unioeste publicado ontem e retirado no mesmo dia), o Portal Tá No Site começou a receber inúmeras informações e reclamações. A maioria deixou claro que, se realmente houve erros na aplicação da prova, que toda ela seja cancelada. Outros comentaram que a fiscalização do evento teve falhas, já que distribuíram embalagens plásticas para que os candidatos guardassem seus pertences, principalmente, aparelhos telefônicos, mas não houve lacração dessas embalagens, o que possibilitava ao aluno acesso total ao conteúdo.
Com esses e outros questionamentos, os candidatos que prestarão concurso público no próximo domingo, estão preocupados. “Se acontecer novamente esse tipo de falha, quem vai bancar nosso prejuízo?”, questionam.
Domingo tem novo concurso – No próximo domingo, 1º de Maio, haverá concurso público para contratação de professor e agente fiscal. O certame também foi organizado e será aplicado pela Universidade do Oeste do Estado do Paraná (Unioeste), com sede em Cascavel PR.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Uia!!!