CapaSanto Antonio da Platina

S. A. Platina – Aumentam suspeitas sobre concurso público municipal

Candidatos questionam lisura e pedem cancelamento de concurso; foto do gabarito ainda em branco postada em rede social foi a gota d`água para os candidatos

Foto do gabarito, ainda em branco, foi postada em uma rede social e confirma uso de celular em sala de aula – Reprodução

Gladys Santoro – Tá no Site

Cerca de 1.200 candidatos prestaram concurso público para professor e agente fiscal no último domingo, 1º de maio, em Santo Antônio da Platina/PR, elaborado e aplicado pela Universidade Estadual do Oeste do Paraná (Unioeste). A fragilidade na fiscalização das provas, a desorganização da banca e o vazamento de uma foto do gabarito, ainda em branco, postada em rede social se tornaram alvo de sérias suspeitas sobre a lisura do exame. “Sinaliza que houve uso de celular dentro das salas”, comentou uma candidata.
A desconfiança já pairava no ar desde a anulação da prova para o cargo de Enfermagem, ocorrido no concurso público elaborado pela mesma universidade no dia 24 de abril, onde havia vagas para 35 categorias profissionais. “Não foi somente o fato de 40 questões terem sido anuladas por erro da universidade, mas também, naquele mesmo concurso, muita gente reclamou da falta de fiscalização, de detector de metais, de lacre nas embalagens para guardar os objetos dos alunos, e outras falhas. Quem foi prestar o exame para professor na semana seguinte já chegou nos locais das provas desconfiado e atento a tudo”, contou um candidato.
“Em cada sala foram repassadas informações diferentes. Na sala 1 da Fanorpi (Faculdade do Norte Pioneiro) deixaram usar lápis e borracha, só mandaram tirar o relógio digital. Porém, quem estava na sala 5 não pode usar lápis nem borracha e nenhum tipo de relógio”, contou outra candidata, que acrescentou que a sacola para guardar os pertences dos alunos não tinha lacre. “O gabarito, a prova e a folha da redação estavam em cima das carteiras dentro de uma sacola cujo lacre era facilmente rompido. Geralmente, nesses exames, essas embalagens só são abertas com tesouras ou estiletes”, contou.

Facilidades que provocam desconfianças
Todas essas falhas na fiscalização têm causado inúmeras suposições, que colocam a aplicação do concurso em xeque. Em contato com a redação do Portal Ta No Site, muitos candidatos avisam que vão se unir e pedir a anulação do concurso por inteiro. “Já basta o que aconteceu com a turma da enfermagem. A lisura do procedimento está comprometida. Com a publicação da foto do gabarito em rede social, deu para perceber que o telefone celular foi utilizado. Acreditamos até que alguns candidatos levaram o aparelho ao banheiro para consultar as respostas”, disseram.
Desconhecimento

O Portal Tá No Site entrou em contato com a prefeitura municipal de Santo Antônio da Platina para saber se havia alguma providencia sendo tomada nesse caso. A presidente da Comissão Municipal de Concursos, a advogada Cintia de Almeida da Silva, disse que “desconhece as últimas denúncias e também qualquer medida judicial nesse sentido”.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Uia!!!