CidadesDestaques

Romanelli lamenta a morte do ex-prefeito de Andirá

Assessoria

O deputado Luiz Claudio Romanelli (PSD) lamentou nesta segunda-feira, 11, a morte do ex-prefeito de Andirá, Carlos Kanegusuku, o Kaneko. Ele sofreu um infarto sábado, 9, de manhã, quando pedalava entre Andirá e Bandeirante. Foi prefeito por dois mandatos: entre 1989 e 1992 e entre 2001 a 2004.

“Foi um homem que dedicou parte da vida à atuação política. Como era descendente de japoneses, morou no Japão no final da década de 1990, e foi à distância que assinou ficha de filiação partidária, teve o nome aprovado na convenção e retornou ao Brasil no meio da campanha política, elegendo-se prefeito pela segunda vez em 2000”, lembra o deputado.

Em 2020 foi candidato a prefeito e obteve 32% dos votos (3,9 mil ). Romanelli propôs o envio, pela Assembleia Legislativa, de votos de pesar pelo falecimento do ex-prefeito. A proposta será apresentada nesta terça-feira, 12.

Kaneko era agrônomo e atuou no fortalecimento do agronegócio em Andirá, tanto que o município chegou a ser um dos maiores produtores de banana do Estado.

Nascido em 30 de agosto de 1954, era casado com Teresa Goya Kanegusuku, com quem teve um filho e duas filhas: Jean (in memorian), Liciane e Lígia, além de um neto.

Semanalmente, o ex-prefeito participava de um pedal com um grupo de ciclistas, que saía aos sábados de Andirá com destino a Bandeirantes, num trecho de pouco mais de 18 quilômetros.

Ele sofreu um infarto e morreu na hora, quando estava quase chegando ao Santuário São Miguel Arcanjo, de bicicleta, sem que houvesse tempo de atendimento dos profissionais de saúde.

Kaneko teve o corpo velado na Casa da Amizade, com um culto feito pelo reverendo Paulo Palhão, da Igreja Presbiteriana Independente de Londrina. Ele era evangélico. O corpo foi sepultado no domingo, 10, no Cemitério Municipal de Andirá. A prefeita Ione Abib decretou luto oficial de três dias no município.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Uia!!!