Santo Antônio da Platina

Projeto realizado no HRNP-FUNEAS possibilita contato de pacientes da Ala Covid-19 com familiares

FUNEAS

                                                      A paciente Débora Vieira da Silva após alta hospitalar gravou um vídeo de agradecimento

Um projeto desenvolvido no Hospital Regional do Norte Pioneiro, em Santo Antônio da Platina, unidade administrada pela FUNEAS – Fundação Estatal de Atenção em Saúde do Paraná, está trazendo mais esperança e conforto emocional para pacientes internados na Ala Covid, possibilitando o contato com a família, através do uso de um aparelho celular disponibilizado pela instituição, especialmente para esta finalidade.

O médico responsável pela UTI Covid do HRNP, Dr. Diego Ralph Burani, conta que os pacientes internados naquela unidade, durante o tratamento e por medida de precaução, não podem receber visitas e fazer o uso do celular pessoal, gerando apreensão, insegurança ou, em alguns casos, sensação de abandono.

Comovida pela situação, a equipe assistencial do HRNP começou a oferecer chamadas de vídeos entre os pacientes e seus familiares, utilizando seus próprios aparelhos, e os resultados foram surgindo, “percebemos o quanto isso fazia a diferença”, disse Burani.

Com esta nova perspectiva, o médico buscou alternativas junto a algumas empresas locais, “expliquei que o bem estar do doente, em um contexto biopsicossocial, contribui muito para o desfecho satisfatório dessa doença, e que estamos buscando, cada vez mais, um trabalho humanizado”, relatou.

Uma empresa local, que tradicionalmente participa de ações sociais, sensibilizada com o pedido, fez a doação de um aparelho celular, que foi destinado exclusivamente para o contato dos pacientes com seus familiares. O aparelho é devidamente higienizado e preparado para evitar contaminações.

“Estamos desenvolvendo este projeto há aproximadamente seis meses, e os resultados são surpreendentes”, concluiu.

A paciente Débora Vieira da Silva, residente em São Jerônimo da Serra, que passou por tratamento na Ala Covid do HRNP, após a alta médica e já em casa, gravou um vídeo de agradecimento ao hospital e para toda a equipe que fez o atendimento. Muito emocionada relatou o quanto este projeto a ajudou a superar o período do tratamento.

“Eu já fui paciente e hoje eu vejo o quão bem faz uma chamada de vídeo para a família. A gente melhora muito mais rápido”, disse Débora.

Para o diretor-presidente da FUNEAS, Dr. Marcello Machado, ações como esta mostram que as equipes das unidades hospitalares, estão cada vez mais empenhadas e voltadas a processos de trabalho em que a humanização está inserida, em que a recuperação do paciente é a prioridade.

“Parabenizamos todos os envolvidos neste projeto, que está trazendo mais esperança aos pacientes e seus familiares, principalmente neste momento difícil e delicado de pandemia. Através das nossas diretorias estamos dando todo o apoio necessário para que projetos voltados para a qualidade e humanização sejam implementados, e isso impacta diretamente no atendimento aos paranaenses”, finaliza.

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios