Cornélio Procópio

Prefeitura de Cornélio Procópio conclui obras no terreno que vai receber o Condomínio do Idoso

Somente para adequação do terreno, foram necessários  mais de 450 caminhões de terra

Ataíde Cuqui


A prefeitura de Cornélio Procópio praticamente concluiu a sua participação nas obras do Condomínio do Idoso que está sendo construído atrás do Conjunto João Rocha. Ali, serão construídas, através de convênio com o Governo do Estado, 40 unidades que garantirão às pessoas de baixa renda, com mais de 60 anos, moradia digna com toda a infraestrutura necessária.

A de área de 11 mil metros quadrados já está praticamente finalizada. Somente na preparação do terreno onde serão levantadas as casas, a prefeitura colocou mais de 450 caminhões de terra para corrigir o desnível do solo, além da execução  de todos os serviços de terraplenagem, tudo através da Secretaria Municipal Serviços Urbanos (Semurb).

“Consideramos o Condomínio do Idoso como uma das maiores obras de nossas gestões como agente administrativo do município. Para nós, é um sonho que estamos consolidando com esse maravilhoso projeto do governador Ratinho Júnior voltado a favorecer as pessoas da nossa sociedade dessa faixa etária”, disse o prefeito Amin Hannouche, que constantemente tem visitado as obras.

As casas, de 36 metros quadrados cada uma, serão construídas pelo processo geminado e, de acordo com engenheiro Adonis Franco,  da Pizolato Construtora, responsável pela obra, deverão estar prontas no começo do ano que vem. “A preparação do terreno já está pronta e já estamos iniciando a construção da primeira casa. Se tudo correr bem, tudo estará pronto no começo do ano que vem”, previu Franco. A primeira unidade já começou a ser construída nesta terça-feira.

Além das casas, dotadas de todos os equipamentos de acessibilidade,  a área terá ampla estrutura de lazer com espelho d’água com 6 mil metros quadrados, academia, pista para caminhada, unidade de saúde e ajardinamento, entre outros benefícios, para garantir proteção e atenção aos novos moradores. “Tudo está sendo preparado com muito carinho para receber os novos moradores”, complementou Hannouche.  

No momento, 12 pessoas, entre operários e técnicos da Pizolato atuam na construção. Já da prefeitura, de acordo com Luiz Aleixo, subprefeito do distrito de Congonhas e responsável pela logística da obra, trabalham  de 12 a 15 funcionários com o emprego de e 8 caminhões e uma escavadeira.

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios