CidadesDestaques

Posto da Polícia Ambiental de
Carlópolis está sendo fechado

Comandante do Pelotão Ambiental de Jacarezinho nega desativação, mas apenas readequação das operações

Da Redação

Um festival de informações contraditórias sobre o suposto fechamento do Posto da Polícia Ambiental do Paraná, em Carlópolis, está gerando polêmica nos meios políticos e comunidade regional. A unidade, que funciona há mais desde 2004 na Ilha do Ponciano, em imóvel cedido pela prefeitura, é responsável pela segurança ambiental do entorno da Represa de Chavantes, local que está se transformando num dos mais importantes polos turísticos do estado, através do projeto Angra Doce.

O prefeito de Carlópolis, Hiroshi Kubo, confirmou ter recebido a informação do fechamento da unidade através do subtenente Claudio Henrique Cavazzani, comandante do 4º Pelotão da Polícia Ambiental de Jacarezinho, que tem jurisdição sobre 32 municípios do Norte Pioneiro, entre os quais, Carlópolis.

“Ele expôs que a desativação da unidade está ocorrendo porque a Polícia Ambiental está sem efetivo para manter em pleno funcionamento o posto de Carlópolis. “Me ofereci para intermediar uma negociação visando reverter a situação, mas ele assinalou que que o problema é de falta de contingente e que a decisão de fechamento é do comando geral”, explicou o prefeito, lamentando esta possibilidade.

O comandante Cavazzani, por sua vez, nega que a vá haver desativação, mas uma readequação diante da falta de policiais para atender as necessidades dos trabalhos desenvolvidos pelo posto. Segundo ele, a redução de efetivos nas unidades de segurança em todo Paraná vem ocorrendo há muitos anos, com a não reposição de membros das corporações que se aposentam. “É um problema de todas as polícias”, informa.

Segundo Cavazzani, o posto avançado de Carlópolis funciona desde 2004. O ideal, segundo ele, é a disponibilização de 13 policiais em efetivo trabalho. O problema é que, juntando com o Pelotão regional sediando em Jacarezinho, esse é o número total de agentes disponibilizados.

A pretensão é transferir a unidade para a sede da Secretaria Municipal de Turismo, que funciona também na Ilha do Ponciano, mantendo um efetivo de três policiais, pelo menos um de plantão.

Perseguição
A reportagem foi informada sobre algumas denúncias envolvendo a atuação do Pelotão da Policia Ambiental de Jacarezinho, que nesta semana recebeu a visita de uma equipe da Corregedoria do comando central que fiscaliza as unidades. A informação foi confirmada perlo comandante Cavazzani, que de forma tranquila, citou o episódio.

Uma fonte de dentro do Pelotão da Polícia Ambiental fez questão de assinalar que o pessoal da própria corporação pede socorro para que não desative o Posto Ambiental de Carlópolis. “É a única unidade especializada na fiscalização próxima à represa de Chavantes (Represa de Carlópolis) praticamente de pronto emprego em caso de crimes e infrações ambientais, uma região muito explorada por pescadores tanto amadores como profissionais. Esta unidade está há mais de 15 anos instalada na Ilha do Ponciano, local estratégico para a fiscalização”, assinala o texto encaminhado à redação.

O mesmo texto ressalta que na represa foi criada Angra Doce, um projeto federal para incentivar o turismo na região. “Sem motivo algum o comandante do Pelotão Ambiental, com sede em Jacarezinho resolveu desativar a unidade”, concluindo: “vale ressaltar ainda, o Posto de Carlópolis tinha até um mês atrás, efetivo suficiente, viaturas e embarcações. Diversos PMs saíram a pedido próprio da Unidade da Polícia Ambiental se transferindo para o 2º BPM por não mais suportarem a perseguição … Dois sargentos se transferiram para o 2º BPM a pedido próprio e um outro sargento pediu a Reserva (aposentadoria) por não mais suportarem a perseguição sofrida, além de mais dois cabos que também pediram suas transferências”.

Informado sobre essas denúncias, Subtenente Cavazzani mostrou-se tranquilo, citando a fiscalização da Corregedoria, assinalando que prefere aguardar o resultado da apuração realizada.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Uia!!!