CapaPolicial

Polícia Civil desvenda homicídio ocorrido na cadeia platinense

Duas mulheres são indiciadas pela autoria da morte de companheira de cela

Da Redação

No dia 18/03/2022, no interior de uma cela da Cadeia Pública de Santo Antônio da Platina/PR, foi encontrado o corpo já em óbito de uma presa, Lucélia Pinto dos Santos Teixeira, de 33 anos, a qual estava com um saco plástico na cabeça e um lençol enrolado no pescoço.

A investigação da Polícia Civil e as perícias realizadas indicam que as duas companheiras de cela da vítima, uma mulher de 26 anos e outra de 28 anos, foram as autoras do crime. Segundo a investigação as duas não aceitaram dividir a cela com a vítima em razão desta possuir reincidência em crime de estupro de vulnerável e arquitetaram o crime.

Foto: Divulgação Funerária São Benedito – Cambará

De acordo com a investigação, as duas suspeitas passaram a agredir a vítima com tapas e socos e em seguida lesionaram a mesma com diversos golpes de alicate na região do braço. Depois obrigaram a vítima a amarrar um lençol no pescoço e prendê-lo na parte de cima do beliche da cela e se jogar do alto para simular um suicídio.

A vítima fez o determinado pelas suspeitas, porém o lençol se rasgou na queda e a vítima passou a agonizar prostrada ao chão, ocasião em que a mesma passou a ser agredida com chutes na cabeça e as suspeitas então começaram a puxar para trás o lençol enrolado no pescoço da vítima, matando-a por asfixia mecânica.

Por fim, as suspeitas colocaram um saco plástico na cabeça da vítima para simular um suicídio e passaram a pedir ajuda aos agentes penitenciários informando que a vítima tinha cometido suicídio.

Em razão do apurado, as duas suspeitas foram indiciadas por homicídio qualificado pelo emprego de asfixia e tortura e também por fraude processual, já que tentaram enganar a perícia e o juízo com simulação de suicídio.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Uia!!!