Geral

Pipeline conquista selo Great Place To Work

Fábrica de piscinas almeja fortalecer marca empregadora no mercado

Assessoria

Tornar-se uma empresa Great Place To Work (GPTW) é o sonho de muitos empreendedores. Afinal, muito além de um mero selo, a premiação abre portas para uma maior atratividade no mercado e, acima de tudo, profissionais mais qualificados. Na divulgação das organizações premiadas com esta categoria deste ano, a Pipeline Piscinas, empresa detentora da tecnologia patenteada plug and play, conquistou, pela primeira vez, seu espaço dentre tantas empresas participantes.

Presente em mais de 53 países, o propósito deste programa de certificação é medir a percepção dos funcionários em relação às empresas, a fim de descobrir quais são as melhores companhias para se trabalhar. Mesmo sendo uma participação voluntária, mais de 93% dos funcionários da empresa optaram por responder ao questionário, uma quantidade expressiva que evidencia o engajamento da equipe. “Buscamos sensibilizar os trabalhadores sobre a ação, orientando em relação ao processo que seria aplicado e os critérios avaliados”, explica o CEO, João Paulo Campana.

No total, os trabalhadores responderam a 63 perguntas baseadas na gestão organizacional e, como o colaborador se sente na empresa. Dentre as categorias analisadas, estão: credibilidade, respeito, imparcialidade, orgulho e camaradagem. No geral, todas as notas registradas alcançaram resultados próximos da média geral de todas as empresas avaliadas no GPTW – incluindo as grandes corporações, com boa notoriedade no mercado.

Muito além do que números, as notas evidenciam os aspectos que satisfazem o clima organizacional. Mas, acima de tudo, os pontos que necessitam ser aprimorados para aperfeiçoar o desempenho dos times. “A ideia é, justamente, trazermos cada vez mais melhorias para a empresa, fortalecendo nossa marca empregadora e atraindo profissionais qualificados para integrar as equipes”, comenta.

Fundada em 1997, a fábrica, que é sediada em Cambará, no Paraná, sempre apostou em inovação e tecnologia como diferencial competitivo, entregando para seus clientes um produto completo e fácil de ser instalado. Este ano, como estratégia de suporte ao seu crescimento, a fábrica decidiu investir em franquias, com enormes incentivos para aqueles que decidirem integrar o modelo de negócios.

Com operação simplificada, o investimento é de R$ 125 mil, com retorno que varia de 12 a 24 meses e um faturamento médio mensal de R$ 100 mil. A empresa cobra apenas 1% de royalties sobre a compra e não há fundo de marketing – além de pagar 80% do aluguel no primeiro ano de parceria. “A conquista do GPTW certamente nos ajudará no posicionamento da marca perante potenciais franqueados e clientes também”, completa.

O selo é a porta de entrada para o alavanque de todo o negócio – inclusive, para a participação futura de outros rankings. E as expectativas são grandes. “Estamos muito contentes pelo reconhecimento das nossas ações. Usaremos estes indicadores a nosso favor, para que possamos direcionar nossas estratégias, sempre focando em proporcionar uma ótima qualidade de vida para nossos trabalhadores”, finaliza o CEO.

Sobre a Pipeline Piscinas:
www.pipelinepiscinas.com.br
Fundada em 1997, pelos irmãos João Paulo e Vitor Hugo Campana de Oliveira, a Pipeline Piscinas sempre apostou em inovação e tecnologia como diferencial competitivo. A empresa lançou um novo conceito em piscinas: o plug and play. Por meio dessa tecnologia própria, patenteada, entrega um produto completo, onde a casa de máquinas já vem acoplada ao corpo da piscina. Isso significa que a instalação pode ser feita em apenas um dia, sem a necessidade de mão de obra especializada.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Uia!!!