Norte Pioneiro

Norte Pioneiro tem 23 mil MEI’s

Modalidade tira trabalhadores da informalidade e fomenta negócios da região

Da Redação

Microempreendedores tiram os negócios da informalidade
CRÉDITO: Cati.com

Até pouco mais de 10 anos atrás era impensável para muitos trabalhadores informais ter seus negócios regularizados – e todas as vantagens que a regulamentação traz consigo. O cenário, porém, começou a mudar quando surgiu o Microempreendedor Individual (MEI), formato de inclusão legal destinado a autônomos e outros negócios de pequeno porte, mas que hoje já abrange uma parcela muito interessante da totalidade de CNPJ’s existentes.

No Norte Pioneiro, por exemplo, hoje são 23 mil MEI’s, que correspondem a quase metade de todas as empresas abertas existentes na região, de acordo com dados fornecidos à Tribuna do Vale pelo Sebrae/PR.

E é justamente pelo apoio do Sebrae, através da atuação da Sala do Empreendedor, que o MEI é um formato cada vez mais democrático e mais acessível a praticamente todo tipo de pequeno empreendimento. Não à toa, segue em ritmo de crescimento mês a mês, possibilitando avanços econômicos e sociais para seus adeptos.

“Através do MEI muita gente pode sair da informalidade e passar a ter uma segurança com essa formalização. Além disso, muitos dos que optaram por formalizar seus negócios com o MEI ainda tiveram crescimento desses negócios”, avalia o consultor do Sebrae/PR, Odemir Capello.

Entre as inúmeras vantagens de ser um MEI, destacam-se o direito a benefícios previdenciários, salário maternidade, auxílio doença e o acesso a linhas de crédito em instituições financeiras.

O suporte legal, somado a facilidade da formação do MEI, que pode ser tirado do papel em questão de minutos e sem investimentos iniciais, e os incentivos por parte de órgãos e governos, mantém o crescimento deste formato de negócio.

“As vantagens são inúmeras, e por isso é uma opção cada vez mais escolhida entre quem quer empreender. E talvez o mais interessante é que há 15 anos atrás, por exemplo, não existia nenhum. De 2009 para cá, quando o Micro Empreendedor Individual foi criado, tivemos esse grande crescimento e acredito que vai continuar tendo crescimento nos números”, projeta Odemir.

SALA DO EMPREENDEDOR

Como já citado, um dos pontos que é um forte propulsor da criação de MEI’s são as Salas do Empreendedor. Falando com dados estatísticos, em municípios onde existem, o número de formalização de Micro Empreendedores Individuais é maior.

“A Sala do Empreendedor dá todo um suporte para a pessoa que quer formalizar seu negócio mas de repente tem alguma dificuldade ou não conhece o procedimento. Além disso, depois da formalização, a Sala do Empreendedor faz um acompanhamento de capacitação, orientação, acesso a crédito, enfim, uma série de atividades que fomentam a atividade MEI e amparam o micro empreendedor”, completa Odemir.

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo
%d blogueiros gostam disto:

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios