Geral

Na segunda fase de construção, Contorno de Wenceslau Braz vai acabar com transtorno na cidade

Governo do Estado investe R$ 9,7 milhões na obra que liga a PR-092 à PR-422, no Norte Pioneiro, e está prevista para ser entregue no início do segundo semestre. Contorno vai acabar com trânsito lento, acidentes, barulho e rachaduras nas paredes.

AEN

Da sua loja na Rua Barão do Rio Branco, no Centro de Wenceslau Braz, o comerciante Ruan Queiroz Manoel observa todo o transtorno que a passagem de caminhões pela via causa à cidade. Trânsito lento, batidas, barulho até de madrugada e as rachaduras nas paredes das casas e prédios são alguns dos sinais de que veículos pesados não deveriam transitar pelo perímetro urbano do município do Norte Pioneiro.

A via de mão dupla que cruza a cidade, com pistas simples e estacionamentos nos dois lados, acaba absorvendo todo o trânsito pesado de quem se desloca entre os Campos Gerais para o Norte Pioneiro, em uma rota que é também caminho para São Paulo. O problema, que perdura há décadas, finalmente será resolvido com a construção do Contorno Sul de Wenceslau Braz, que começou a ser construído em 2021 pelo Governo do Estado e deve ser entregue no início do segundo semestre.

“Os caminhões vêm dos dois sentidos e o trânsito da cidade vira um caos. A rua não está preparada para isso, não comporta duas carretas transitando ao mesmo tempo, mais os carros estacionados na lateral. É onde acaba acontecendo os acidentes”, diz Manoel, que é diretor Administrativo da Associação Comercial e Empresarial de Wenceslau Braz (Acebraz).

Com investimento de R$ 543,4 milhões, Paraná tem oito novos contornos em construção
“As casas que estão ali não têm a estrutura preparada para receber esse fluxo mais pesado. E chega a ser perigoso, principalmente para pedestres que atravessam a rua. Já aconteceu acidente feio, de tirar a vida de pessoas, um caminhão também chegou a derrubar o semáforo. O transtorno é diário”, conta a secretária executiva da Acebraz, Adriana Cristina Ferreira.

INVESTIMENTO – O Governo do Estado investe R$ 9,7 milhões na obra. Ela integra o Programa Estratégico de Infraestrutura e Logística de Transporte do Paraná, que conta com financiamento do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) e fiscalização da execução do Departamento de Estradas de Rodagem do Paraná (DER/PR).

O Contorno Sul terá extensão de três quilômetros e cria uma nova rota conectando a PR-092 até a interseção com a PR-422, que mais para a frente se liga à PR-151. Além de desviar do perímetro urbano de Wenceslau Braz, também beneficia os municípios vizinhos de Santana do Itararé e São José da Boa Vista.

Governo investe na reestruturação da PR-650 para acabar com enchentes em Godoy Moreira
Ele faz parte de um pacote com oito contornos que estão sendo executados pelo Governo do Estado, investimento que soma R$ 543,4 milhões. Além de Wenceslau Braz, também estão em construção os contornos Norte de Castro; Oeste de Marechal Cândido Rondon; de Jandaia do Sul; de Peabiru; de Arapongas; de Palotina; e Noroeste de Francisco Beltrão. Também há uma duplicação de contorno em andamento, em Cascavel, com investimento adicional de R$ 67 milhões, viabilizado pela Itaipu Binacional.

“Temos um volume expressivo de obras em rodovias importantes, temos projetos históricos que eram aguardados há décadas e que atendem todas as regiões do Paraná”, afirma o secretário estadual da Infraestrutura e Logística, Sandro Alex.

OBRA – A obra contempla a construção de um viaduto de 30 metros sobre a linha férrea, que já está em fase final de conclusão, e uma interseção em nível com a PR-422. Quase metade do projeto já foi executada, sendo que a parte que resta é mais rápida para ser finalizada.

Viaduto Bratislava sai do papel e promove integração definitiva de Cambé, no Norte do Estado
No momento, está em execução a pavimentação, com a implantação de base e sub-base nos trechos já terraplanados. As próximas etapas são a execução da cortina de contenção do aterro das cabeceiras do viaduto, execução de sub-base e base na interseção com a PR-422, e colocação de capa asfáltica nos 1.700 metros iniciais da obra.

Com a obra pronta, o município já planeja a criação de um parque industrial nas proximidades do contorno, além de obras para melhoria das ruas afetadas pelo tráfego pesado. “A prefeitura tem um terreno grande que vai transformar em parque industrial, pois teremos uma infraestrutura adequada para a atração de empresas”, explica o prefeito Athayde Ferreira dos Santos Junior. “Quando abrir o desvio, vamos de imediato fazer um recape na cidade inteira e construir rotatórias para não passar mais caminhão pelo Centro”.

Duplicação da PR-323 até o Rio Ivaí leva desenvolvimento a cidades do Noroeste do Paraná
SOLUÇÃO – O empresário Ivan Luiz de Souza tem quatro empreendimentos na Rua Barão do Rio Branco, que são prejudicados pelo intenso trânsito de caminhões. Para ele, a implantação do contorno é a solução para diversos problemas. “Ao longo do tempo, muitas casas e prédios foram afetados pela passagem dos caminhões, que pesam de 50 toneladas a 60 toneladas. São estruturas que não estavam preparadas para isso”, diz.

“Agradecemos o investimento do Governo do Estado na construção do contorno. A obra vai beneficiar a todos os moradores, comerciantes e pedestres, que terão mais tranquilidade e segurança. Também é positiva para os caminhoneiros, que não vão mais precisar fazer manobras complicadas dentro da cidade e terão mais agilidade no seu trajeto”, afirma Souza.

O benefício para os caminhoneiros é confirmado pelo empresário Danilo Antunes, que tem uma unidade de recebimento de grãos na beira da rodovia. “O desvio vai solucionar as dificuldades que temos para o escoamento da safra, principalmente a que vem dos municípios vizinhos, como São José da Boa Vista, Santana do Itararé e Sengés. Com o término desse contorno, será aberta uma rota muito importante para o Paraná escoar a produção para o Estado de São Paulo”, conta.

“É muito perigosa a passagem como é feita hoje, já houve alguns acidentes. Veículo pesado não foi feito para trafegar em cidade, principalmente em cidade pequena como a nossa, onde tem bastante criança na rua”, salienta Antunes.

No Noroeste, PR-323 ganha terceiras faixas para melhorar logística e aumentar a segurança
VALORIZAÇÃO – Além de facilitar o escoamento da produção, o projeto vai valorizar a propriedade do agricultor Sérgio Lourenço de Araújo, que vive no Assentamento Santa Madalena, às margens do novo contorno. “Isso aqui foi um presente para os agricultores do município, porque vai tirar aquele transtorno de ir lá e para cá e atravessar no meio da cidade. Vai ser rapidinho para descarregar a safra nos armazéns. Nós, do assentamento, esperávamos há mais de 30 anos por essa obra”, diz.

Para os moradores de Wenceslau, a concretização da obra é uma das maiores conquistas recentes do município. “Vai ser um ganho não só para o município, mas para todo o Norte Pioneiro, uma ligação importante entre o Paraná e São Paulo. Nossa região está sendo privilegiada com obras grandiosas, e essa é uma delas”, completa o comerciante Ruan Manoel.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Uia!!!