Capa

Mulher presa em flagrante
por agredir ex-companheira

Da Redação

Na manhã desta quarta-feira (25/05), por volta das 09h:00min, uma mulher de 25 anos compareceu na Delegacia de Santo Antônio da Platina relatando que acabara de ser agredida por sua ex-companheira, uma outra mulher de 37 anos.

Segundo a vítima, ambas tiveram um relacionamento amoroso por cerca de sete anos, mas estavam há dois meses separadas, porém ainda conviviam na mesma casa, no Bairro Eunice Eleutério.

Ainda de acordo com a vítima, a ex-companheira não aceita o fim do relacionamento e na data de hoje fez ameaças de morte dizendo “eu não tenho nada a perder, eu vou te matar, matar quem tiver com você e vou me matar” e em seguida passou a agredi-la com socos e chutes e a jogou no chão para em seguida subir em cima colocando a perna em seu corpo e pressionando a cabeça contra a parede e também colocou uma blusa na boca para abafar os gritos de socorro.

Por fim a vítima relata que conseguiu fugir pulando a janela e foi diretamente à delegacia pedir ajuda, ocasião em que os investigadores de polícia foram à residência indicada e efetuaram a prisão em flagrante da agressora.

O caso foi apresentado ao delegado que efetuou a lavratura de prisão em flagrante da conduzida pela prática do crime de lesão corporal contra mulher em sede de violência doméstica (artigo 129, §13º, do Código Penal) e ameaça (artigo 147 do Código Penal).

A vítima também solicitou o deferimento de medidas protetivas.

O delegado explica que é possível a aplicação da Lei Maria da Penha no âmbito de relação homoafetiva entre mulheres, desde que a violência tenha sido praticada em contexto de relação doméstica, familiar ou de afetividade e que haja situação de vulnerabilidade, como foi o caso ocorrido.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Uia!!!