IbaitiRibeirão do Pinhal

Manifestação pede pavimentação de rodovia entre Ibaiti e Pinhal

Comunidade luta há mais de 50 anos pelo asfaltamento do trecho de 58 quilômetros da PR-436

Ibaiti – Da Redação

Estrada está localizado um dos maiores centros de produção cerâmica do Paraná
CRÉDITO: DIVULGAÇÃO

Membros do movimento popular que luta pela pavimentação da rodovia estadual PR-436, que liga as cidade de Ibaiti e Ribeirão do Pinhal prometem para o próximo dia 27, uma manifestação para chamar a atenção das autoridades para um drama de mais de meio século, a ausência de asfalto numa estrada de fundamental importância para a integração regional e desenvolvimento econômico e social 

Os organizadores convidam toda a população do Norte Pioneiro para o manifesto, com a presença dos deputados Boca Aberta (federal); Boca Aberta Jr (estadual); e, a vereadora de Londrina, Mara Boca Aberta, que trarão o apoio da equipe e caminhão de som Freddy Krueger

Sem projeto de pavimentação

Segundo o líder do movimento pelo asfaltamento da rodovia, Eliezio Donizete Araújo Filho, a rodovia entre Ibaiti e Ribeirão do Pinhal, contrariando informações passadas ao longo do tempo, nunca teve o projeto de pavimentação, tema muito explorado por políticos, principalmente em períodos eleitorais.

“Conforme anunciado no passado por alguns prefeitos, vereadores e deputados sobre a existência de um projeto de 1988 para a tão sonhada pavimentação asfáltica no trecho de Ibaiti a Ribeirão do Pinhal jamais existiu, somente conversas. Foi o que ouvi há poucos dias, quando estive em Curitiba para levar a nossa reivindicação”, assinala o líder do Movimento Todos Pelo Asfalto PR 436 e Asfalto Já, Eliezio Donizete Araújo Filho, o Ézinho Araújo.

Ézinho Araújo esteve na Assembleia Legislativa em busca de informações, quando protocolou um requerimento pedindo o asfaltamento do trecho da PR 436 que liga os municípios. Em conversa com o secretário de Infraestrutura e Logística do Estado, Sandro Alex, foi informado de que não existe projeto para a pavimentação, embora manifestasse que gostaria muito de ver a realização da obra. “No momento não há previsão no orçamento. Nunca foi realizado um projeto e ainda não há previsão, infelizmente”, freasse dita pelo secretário.

Segundo Eliezio, Sandro Alex teria sugerido que, “para acelerar o projeto, se algumas empresas grandes, cooperativas quiserem doar o projeto isso acelera o processo”.

“A pavimentação asfáltica tão sonhada por nós, entre Ibaiti e Ribeirão do Pinhal, se concretizado beneficiará mais de 80 mil moradores da região, seja na logística e transporte, agricultura, saúde, educação, no desenvolvimento e, sobretudo, na qualidade de vida, promovendo o bem estar de toda população local e também de quem passa eventualmente por essa estrada”, assinala.

Conhecida como Estrada do Pico, a rodovia passa por uma área que concentra grandes atividades agropecuárias e está localizado um dos maiores centros de produção cerâmica do Paraná. A região com cerca de 10 mil habitantes é grande produtora de leite, bovinos, suínos e frangos. Também são produzidas milhares de sacas de café, milho, soja e de milhares de toneladas de cana que abastecem todo o estado do Paraná. 

Segundo o líder do movimento, vale ressaltar também que os moradores das margens da PR 436, vivem um drama que se arrasta há mais de 50 anos de promessas não cumpridas. “Esperamos atenção efetiva do poder público para receber o mesmo tratamento dado a outros milhares de paranaenses que residem na região norte do estado”, conclui.

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo
%d blogueiros gostam disto:

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios