Destaques

Iniciativas paranaenses em educação empreendedora recebem prêmio do Sebrae

Cerimônia realizada em Curitiba reconheceu 15 projetos de instituições de ensino no Paraná; três iniciativas estão classificadas para a fase final do prêmio

Imprensa Sebrae

De um projeto de reciclagem de resíduos realizado por alunos do 5º ano até uma feira de empreendedorismo promovida por alunos do ensino superior. Em clima de festa, o Sebrae Paraná premiou, nesta sexta-feira (06), cinco iniciativas inovadoras que valorizam a cultura empreendedora nas escolas e universidades.

A quarta edição do Prêmio Sebrae de Educação Empreendedora, etapa estadual, analisou 76 projetos em cinco categorias: ensino fundamental – anos iniciais, ensino fundamental – anos finais, médio, técnico e superior.

A lista de vencedores tem a Escola Municipal do Campo Nicolau Morais de Castro, de Campo Largo, com o projeto “Lixo é responsabilidade, sustentabilidade e renda” no ensino fundamental – anos iniciais; e o Colégio Estadual Adélia Bianco Seguro, de Mato Rico, com o projeto “Uma vida de voluntariado: Dona Lurdinha e os remédios naturais”, no ensino fundamental – anos finais.

Também foram premiados o colégio Sesc, de Curitiba, com o projeto “Sustentabilidade de impacto”, no ensino médio; o Instituto Federal do Paraná, de Jacarezinho, com o projeto “Kucaracha – Antropoentomofagia como alternativa proteica na alimentação humana”, no ensino técnico; e a Universidade Estadual do Paraná, em Paranaguá, com o projeto “Feira do Empreendedor”, no ensino superior.

“Promover a educação empreendedora é um trabalho que nos encanta, pois sabemos que estamos plantando sementes que trarão resultados no futuro. O prêmio é uma forma de agradecer aos parceiros, que são professores, diretores, reitores, Prefeituras, Governo do Estado e estudantes”, diz o diretor-superintendente do Sebrae Paraná, Vitor Tioqueta.

Em 2021, o programa de Educação Empreendedora do Sebrae Paraná atendeu 214.220 alunos e 7.236 professores, em 1.159 escolas, de 155 municípios. O programa é destinado a projetos realizados em instituições de ensino reconhecidas pelo Ministério da Educação (MEC).

O primeiro lugar de cada categoria da etapa estadual recebeu troféu e uma bolsa integral para o MBA EAD em Educação Empreendedora 5.0, da Escola Superior de Empreendedorismo.

Presenças
O evento ainda contou com a palestrante Thereza Penna Firme, educadora e psicóloga, com especial formação acadêmica no campo da avaliação. Também estiveram presentes no evento, o diretor de Operações do Sebrae Paraná, Julio Cezar Agostini; o prefeito de Assaí, Michel Angelo Bomtempo; o gerente da Regional Curitiba do Sebrae Paraná, Joailson Agostinho; o gerente da Unidade de Ambiente e Negócios Empresariais do Sebrae Paraná, Luiz Antonio Rolim de Moura.

Premiação nacional
Realizada pela quarta vez no Paraná, a premiação inspirou a implantação da etapa nacional que, em 2022, entra na segunda edição. Os vencedores de Campo Largo, Jacarezinho e Paranaguá foram selecionados para participar da etapa nacional, realizada em São Paulo, dia 12 de maio.

Vencedor na categoria ensino fundamental – anos iniciais, o projeto “Lixo é Responsabilidade, Sustentabilidade e Renda” foi realizado na Escola Municipal do Campo Nicolau Morais de Castro e será um dos representantes paranaenses na final. Em 2021, 20 alunos do 5º ano reciclaram cerca de 500 quilos de resíduos em seis meses de projeto. A escola está localizada em Campo Largo, na Região Metropolitana de Curitiba. O valor arrecadado com a reciclagem foi utilizado para a compra e preparação de produtos alimentícios, comercializados em uma feira da escola. Além disso, o montante também foi usado na compra de mudas de verduras, plantadas pelos próprios alunos na horta da escola.

“Poderia resumir o prêmio em uma frase: ‘Sebrae é um incentivador de sonhos’. Somos uma escola do campo e ter esse reconhecimento é gratificante, essa motivação e também a oportunidade de apresentar nosso trabalho para o Brasil inteiro é algo que vou lembrar em todos os projetos futuros. E ainda vou ter a oportunidade de fazer um curso sobre educação empreendedora que vai auxiliar tanto na vida profissional quanto na pessoal”, fala a professora Regiane Freitas Pereira de Meira.

O projeto “Kucaracha – Antropoentomofagia como alternativa proteica na alimentação humana”, ocorreu entre 2018 e 2019, no Instituto Federal do Paraná, em Jacarezinho. Ganhadora da categoria ensino técnico, e classificada para a final nacional, a professora Fabíola Dorneles Inácio conta que Antropoentomofagia é o consumo de insetos ou de seus produtos e a ideia surgiu pela busca por uma alimentação saudável e alternativa. Durante sua realização, a iniciativa contou com 20 alunos que prepararam receitas como hambúrguer, brownies, barra de cereal, sorvete e cerveja artesanal. Todos os produtos passaram por uma análise microbiológica para verificar sua segurança.

“É maravilhoso ter esse reconhecimento, mostra a relevância do nosso trabalho e como reflete nos estudantes e na comunidade. O reconhecimento dá mais ânimo para continuar, apostar em novas ideias ousadas e divulgar para os estudantes a importância de sair da rotina, da zona de conforto e investir em diferentes atividades educacionais”, comenta.

No litoral do Paraná, em Paranaguá, o projeto “Feira do Empreendedor”, da Universidade Estadual do Paraná (Unespar), foi o vencedor da categoria ensino superior e é o terceiro representante do Estado na final nacional. Realizado há dez anos, o projeto contou com cerca de 45 alunos da disciplina de empreendedorismo em sua última edição. Os estudantes são incentivados a montar um plano de negócio para apresentar durante a Feira do Empreendedor da universidade. Em 2021, a feira foi ampliada para outros cursos da instituição de ensino e outras regiões do Paraná.

“É uma sensação de gratidão e felicidade por ter o trabalho premiado. A gente acredita que esse reconhecimento, além de incentivar a cultura empreendedora nos alunos, também aproxima a universidade da comunidade. Acredito que ele irá agregar muito na sua visibilidade, no próprio trabalho dos alunos e, quem sabe, divulgar ainda mais as próximas edições e trazer mais instituições, alunos e a própria comunidade para valorizar, contribuir e seguir desenvolvendo nosso projeto”, celebra o professor Marcos Correa.

Confira os vencedores da etapa Paraná:

Ensino Fundamental – Anos iniciais
1º lugar: “Lixo é responsabilidade, sustentabilidade e renda”. Professora Regiane Freitas Pereira de Meira, da Escola Municipal do Campo Nicolau Morais de Castro – Campo Largo.
2º lugar: “JEPP DEI BAMBINI – um novo jeito de empreender”. Professora Vivian Soares Novais, da Escola Dei Bambini – Cascavel.
3º lugar: “Cápsula do tempo: minha quarentena”. Professora Melania Germano, da Escola Municipal Santa Regina – Pitanga.

Ensino Fundamental – Anos finais
1º lugar: “Uma vida de voluntariado: Dona Lurdinha e os remédios naturais”. Professor Dimas Correia, do Colégio Estadual Adélia Bianco Seguro – Mato Rico.
2º lugar: “Papel semente”. Professora Carlise Debastiani, do Colégio Terra do Saber – Palotina.
3º lugar: “Produção hidropônica de olerícolas – o Empreendedorismo e a Iniciação Científica”. Professora Claudia Tatiane Araujo Cruz-Silva, da Escola Dei Bambini – Cascavel.

Ensino Médio
1º lugar: “Sustentabilidade de impacto”. Professora Heide Umlauf, do Colégio Sesc – Curitiba.
2º lugar: “Hackathon SEB”. Professor Raphael Fernandes Correa, da Escola SEB Dom Bosco – Curitiba.
3º lugar: “Nosso CMC”. Professor Guilherme Josetti, do Colégio Militar de Curitiba – Curitiba.

Ensino Técnico
1º lugar: “Kucaracha – Antropoentomofagia como alternativa proteica na alimentação humana”. Professora Fabíola Dorneles Inácio, do Instituto Federal do Paraná – Jacarezinho.
2º lugar: “Expotec 4.0”. Professora Rafaela Sanches, do Centro Estadual de Educação Profissional Maria Lydia Cescatto Bomtempo – Assaí.
3º lugar: “Feira do Empreendedorismo”. Professora Maria Aldinete Reinaldi, do Colégio Estadual Castro Alves – Cornélio Procópio.

Ensino Superior
1º lugar: “Feira do Empreendedor”. Professor Marcos Vinícius Pereira Correa, da Universidade Estadual do Paraná – Curitiba.
2º lugar: “Laboratório de Empreendedorismo”. Professor Cleonir Tumelero, da Universidade Positivo – Curitiba.
3º lugar: “Aliança Universitária”. Professor Sérgio Itamar Alves Junior, da UniCuritiba – Curitiba.

Assessoria de Imprensa Sebrae Paraná

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Uia!!!