Santo Antônio da Platina

Zezão orienta usuários a denunciar médicos ao MP

Fato ocorreu durante participação do prefeito na Difusora FM, após denúncia em relação ao Pronto Socorro  

Zezão orientou a população durante entrevista à Difusora FM
CRÉDITO: Antônio de Picolli

Luiz Guilherme Bannwart


O prefeito de Santo Antônio da Platina, José da Silva Coelho Neto (PHS), o Professor Zezão, como é mais conhecido, orientou a população a denunciar médicos do município que não atendam adequadamente os usuários da rede pública municipal, ao Ministério Público Estadual (MPPR).

O fato ocorreu na manhã desta quarta-feira (22) durante participação do prefeito na Rádio Difusora FM. Um ouvinte, que não teve o nove revelado no ar, reclamou ao prefeito sobre o atendimento no Pronto Socorro, alegando que há poucos dias levou sua mãe à unidade com princípio de derrame cerebral e que não houve atendimento porque o médico plantonista estava dormindo.

“Olha, eu sou amigo da maioria dos médicos, tenho uma relação muita boa com os profissionais do município, mas se aconteceu um caso desse a pessoa tem que ir direto ao Ministério Público. Se a mãe desse ouvinte chegou lá (Pronto Socorro) com princípio de derrame e o médico estava dormindo e não atendeu a mãe dele, ele tem que fazer uma denúncia (sic)”, orientou o prefeito repetindo. “Eu não sei como isso aconteceu, não estava lá, não posso julgar os médicos nem a situação em si, mas se aconteceu como foi narrado tem que denunciar”, concluiu Zezão.

DEMORA NO ATENDIMENTO

O prefeito também respondeu a outro ouvinte que reclamou da demora no atendimento no Pronto Socorro, alegando que ele e outros pacientes foram embora da unidade após aguardar horas pela consulta médica sem sequer passar por triagem. “Precisamos cobrar o agente público por atendimento de qualidade à população, mas nem sempre as coisas funcionam como deveriam. O atendimento em uma clínica particular, por exemplo, não ocorre na hora que o paciente quer, também é preciso esperar, talvez por horas, mesmo pagando pelo serviço. Eu mesmo passei por isso dias atrás e só fui atendido depois de uma semana”, justificou.

Deixe um Comentário