Editoriais

Vida com mais encanto

Precisamos olhar para as coisas que nos encantam, coisas simples da vida, mas que são significativas para cada um de nós e fazer delas nossa motivação e alegria diária.

Sergio Vale da Paixão*


Quanta imagem e discursos pesados e negativos temos ouvido nestes últimos dias, não é mesmo? Guerra política em que parcerias e amizades, bem como cumplicidades de trabalho e expectativas de dias melhores estão sendo jogadas no ralo.

Imagens que relembram o número de vítimas do Covid-19 sendo, em muitos casos, anunciados em tons de sensacionalismo por parte da imprensa que nos colocam diante de imagens de hospitais, mortos etc e isso tem nos afetado de forma bastante negativa, sem que tomemos consciência.

Andamos tristes, preocupados e afetados por tudo! – natural, quando realmente nos deparamos com tanta coisa negativa próxima de nós. É fato de que temos sim que tomar conhecimento de tudo o que ocorre a nossa volta e tomarmos as medidas necessárias para os cuidados com nossa saúde e a dos nossos familiares e, dentro do contexto político, reconhecer que é preciso mais responsabilidades em nosso papel de cidadão porém, precisamos cuidar para que não sejamos afetados com essa onda de pessimismo e passemos a ser pessoas também negativas, desmotivadas e pessimistas diante da vida.

Precisamos olhar para as coisas que nos encantam, coisas simples da vida, mas que são significativas para cada um de nós e fazer delas nossa motivação e alegria diária. Cuidar de nossos amores, de nossas crianças, famílias, animais de estimação, do nosso jardim… enfim, de tudo aqui que nos da alegria e prazer na vida e enxergar nelas a razão de continuarmos a vida alegres e motivados.

Se preciso for, e acredito que isso seja muito importante para que possamos aliviar nossas preocupações e stress, desligar um pouco a TV, principalmente dos canais e programas que insistem em trazer notícias ruins e imagens destrutivas e encontrar um boa música que nos relaxe, nos faz cantar, assoviar e acreditar que é preciso alegria diária e sorriso para espantar a negatividade solta por ai.

Assim como as máscaras, necessárias e orientadas a serem utilizadas neste período de Pandemia, possamos usar nossas palavras de alegrias, nosso sorriso e nossa positividade como máscaras que impedem que pessoas negativas e discursos de tristeza se aproximem como vírus espalhados por ai e impeçam que nossa vida continue e seja vivida com a intensidade e motivação que merece.

Organize, dentro de casa, com aqueles que estão por perto, ou mesmo sozinho, uma refeição agradável, organize a mesa, converse, sinta o sabor de estar perto de quem você ama, mesmo que sozinho. Às vezes é preciso sentar, tomar uma café, comer um bolo com você mesmo, conversar com você mesmo…

Evite conversas tolas, egoístas, ofensivas e principalmente negativas. Silencie!
Desligue a Tevê por um instante, vá ao quintal com as crianças jogar bola, e não se importe se uma planta ou um vaso quebrar, saiba rir disso tudo, e aproveite o momento.
Converse com o marido, com a esposa, com os idosos sem o celular na mão. Ocupe as mãos com uma xícara de café!

Invista em proferir discursos de paz, de ajuda próximo e, ainda que atento as notícias, pois isso é importante, vamos distribuir nas palavras e nas ações diárias, um clima de alegria e bem estar nos nossos contatos, sejam eles virtuais ou presenciais, e acreditar sempre que somos nós, cada um de nós, que faremos dos nossos dias melhores, dias de paz, dias que não deixaremos para traz!

Sergio Vale da Paixão

Professor do IFPR de Jacarezinho. Doutor em Psicologia. Palestrante e autor de livros e artigos sobre educação.

Canais: Youtube: Educar com Paixão Instagram: @sergiovpaixao

Deixe um Comentário