Destaque Geral

Vereador cobra explicações sobre diárias de prefeito e secretário

Despesas de viagem a Curitiba para a posse da nova diretora do Hospital Regional foram pagas pela prefeitura

Genivaldo quer explicações para gastos de diárias públicas em evento de posse de Ana Micó. CRÉDITO: Antônio de Picolli / Arquivo

Da Redação


O vereador Genivaldo Marques (PSDB), de Santo Antônio da Platina, quer explicações do prefeito José da Silva Coelho Neto, o Professor Zezão (PHS) e do secretário de Planejamento, coronel da reserva da PM, Airton Sérgio Diniz, sobre a retirada de diárias para cobrir despesas de uma viagem realizada na última terça-feira (29), a Curitiba, onde participaram da posse da nova diretora do Hospital Regional do Norte Pioneiro (HRNP) Ana Cristina Micó da Costa, na sede da Funeas – Fundação Estatal de Atenção em Saúde do Estado do Paraná, mantenedora da instituição.

Embora no histórico do empenho publicado no Portal da Transparência, conste, além da posse, uma audiência na Casa Civil do Governo do Estado, o vereador acha ser pouco provável que Zezão e Diniz tivessem efetivamente algum assunto a tratar naquele órgão, principalmente pelas circunstâncias que motivaram a viagem a Curitiba.

É que a posse de Ana Micó estava marcada para as14h30 na sede do hospital e, pouco antes do meio dia, foi anunciada a suspensão da solenidade, gerando suspeitas de uma provável mudança do governo em razão das críticas à nomeação da ex-secretária de Saúde ao cargo principal do HRNP.

“É uma situação estranha. O prefeito e o secretário saíram em disparada para Curitiba, levando consigo a Ana Micó. Agora aparecem esses dois empenhos, R$ 395 do Zezão e R$ 237 do Diniz com histórico de participação na posse da Ana Micó e audiência na Casa Civil. Parece-me que tal audiência foi colocada para maquiar o real objetivo da viagem em evento que contraria os interesses públicos de nossa municipalidade”, assinala.

Marques diz que vai solicitar à Mesa Diretora o envio de ofício à Casa Civil pedindo informações sobre a ocorrência da suposta audiência, com quem teria falado e qual o assunto do encontro. “Não se trata de questionar os valores das diárias, mas o interesse público embutido nesta despesa. Deve-se assinalar que a viagem foi feita com veículo da prefeitura, combustível pago pelo contribuinte, sem contar a ‘carona’ dada à ex-secretária de Saúde”, salienta.

Coincidência

Genivaldo vai mais longe ao apontar o que chama de “estranha coincidência” o fato de que, Ana Micó, após empossada no cargo, nomeou como diretor técnico do Hospital Regional, o médico Orlando Papi, que, curiosamente, vem a ser genro do Coronel Diniz. “Não estou colocando a competência do médico para o cargo, mas as curiosidades que o poder político gera”, conclui.

Deixe um Comentário