Santo Antônio da Platina

UTI do Hospital Regional funciona a partir de agosto

Fundação que administra o hospital prepara os últimos detalhes para colocar unidade em operação 

UTI do Hospital Regional do Norte Pioneiro vai disponibilizar 10 leitos
CRÉDITO: Antônio de Picolli

Da Redação


A Unidade de Terapia Intensiva (UTI), do Hospital Regional do Norte Pioneiro (HRNP), em Santo Antônio da Platina, começa a funcionar a partir de agosto. Esta é a previsão informada ontem (4) por Marcelo Machado, presidente da Fundação da Fundação Estatal de Atenção em Saúde do Estado do Paraná, a Funeas, organismo criado pelo Governo do Estado para administrar vários hospitais paranaenses de responsabilidade da Secretaria de Estado da Saúde (SESA).

Segundo Machado, uma equipe técnica da Funeas esteve no início desta semana no Hospital Regional para realizar a etapa final do levantamento das necessidades para o funcionamento da UTI, que vai disponibilizar 10 leitos. No mesmo hospital já funciona uma UTI neonatal, igualmente com 10 leitos.

“Estamos com edital de licitação em aberto do transporte, aquisição de equipamentos, serviços de hemodiálise e tomografia, edital de PSS (Processo Seletivo Simplificado) para contratação da equipe multidisciplinar, além do credenciamento de médicos”, informou o presidente.

Atropelando 

Ele fez questão de assinalar que a tentativa de colocar a unidade em funcionamento, no final do ano passado, deixou de observar questões técnicas fundamentais que teriam colocado em risco a viabilidade da unidade. Naquele momento não havia previsão da disponibilidade de uma unidade móvel de UTI, centro de transfusão, entre outros itens absolutamente indispensáveis numa UTI, dando a entender tratar-se uma manobra meramente política, atropelando exigências técnicas.  

“Já resolvemos muitas coisas de estrutura, como adequações do corpo de bombeiros e da parte elétrica, regimento interno e demais documentos. Dimensionamento de pessoal; contratamos serviço de coleta de resíduos, compressor do ar condicionado ou seja, para o dia 25 de julho ainda não será possível, mas logo em seguida vai acontecer o início dos atendimentos”, informou otimista, deixando claro que em agosto a UTI vai estar funcionando.

Ele assinala que a equipe técnica não parou de resolver problemas desde que a Funeas começou a tratar do assunto. “Estamos trabalhando sem mais ludibriar a população, estamos sendo criteriosos em todos os pontos para que os pacientes sejam atendidos com segurança. Não adianta abrir para enganar”, frisou.

Marcelo Machado continua detalhando os trabalhos citando a montagem da central de transfusão de sangue (que já deveria ter no hospital). “A projeção inicial era essa. Credenciamento pra contratação de médicos e equipe de apoio. Mas além do pessoal vimos que há a necessidade de mais equipamentos”, observa, arrematando que “para aquela inauguração apressada, ocorreu a transferência de equipamentos de outros setores de dentro do hospital”.

O presidente da Funeas faz referência à tentativa apressada de inaugurar a UTI, quando na verdade a unidade não dispunha de estrutura para funcionar, já que itens básicos como a unidade de transfusão de sangue sequer existia no hospital.

Deixe um Comentário