Cidadania Educação

Uenp promove ações de cidadania pelo Projeto Rondon

Rondonistas da Universidade Estadual do Norte do Paraná promoveram várias atividades nas áreas urbana e rural em 12 municípios 

Extensão permite aos estudantes ressignificar práticas profissionais e aplicar os conteúdos teóricos

Da Redação


O final de semana foi movimentado para professores e estudantes voluntários na Operação Yaguaru do Projeto Rondon, que contempla 12 cidades das microrregiões de Cascavel, Foz do Iguaçu e Toledo, no oeste paranaense. Em Vera Cruz do Oeste, no último fim de semana, rondonistas da Universidade Estadual do Norte do Paraná (Uenp) promoveram várias atividades nas áreas urbana e rural do município.

Parte dessa programação, a oficina “Não à violência: atuação em rede” capacitou os conselheiros tutelares e outros profissionais que atuam no atendimento e atenção à criança e ao adolescente. Além de ampliar a discussão sobre essa temática, a atuação em rede contribui para a formação de uma nova consciência social, na defesa de direitos e na gestão de políticas públicas, voltadas ao fortalecimento da rede de atenção às pessoas em situação de violência.

Para o idealizador do conteúdo ministrado na oficina, o estudante de Licenciatura em Pedagogia da Uenp, Matheus Moura, do Campus de Jacarezinho, é preciso ampliar o campo de conhecimento, saindo da comodidade das áreas específicas de estudo. “Compreender a realidade do outro é importante para que possamos aprender a construir novas formas de partilhar informações, possibilitando novas visões”, disse o rondonista.

Já a oficina “Produção de Sabão Líquido” reuniu dezenas de mulheres da comunidade rural de São Sebastião, para propor o reaproveitando de óleo de cozinha e a utilização de materiais de baixo custo. “As participantes ficaram empolgadas com o que aprenderam. Elas querem fazer o produto para o próprio consumo e para aumentar a renda familiar”, destacou a instrutora da oficina, Stefany Lima Rosolem, aluna do curso de Letras, do Campus de Jacarezinho da Uenp.

Na avaliação do professor Luiz Fabiano Zanata, do Centro de Ciências Biológicas da Uenp, as ações de extensão permitem aos estudantes ressignificar práticas profissionais e aplicar os conteúdos teóricos, muitas vezes restritos aos ambientes universitários. “O Projeto Rondon possibilita que os saberes saiam do espaço academicista, rompam os muros e adentrem as comunidades, no sentido de contribuir com a emancipação e participação social”, enfatizou o docente, que atua no Setor de Enfermagem da universidade.

A vice-prefeita de Vera Cruz do Oeste, Fátima Fialho Torres, relatou a satisfação em receber o Projeto Rondon na cidade e enalteceu o comprometimento dos universitários voluntários com cada atividade realizada. “A Operação Yaguaru está ensinando a importância de valorização do ser humano aos nossos cidadãos, desde as crianças até os mais idosos, inclusive os nossos servidores e funcionários públicos municipais”, disse a gestora.

PROJETO 

Ação governamental realizada pelo Governo Federal, por meio do Ministério da Defesa, em parceria com governos estaduais e municipais e Instituições de Ensino Superior públicas e privadas, com o objetivo de contribuir para o desenvolvimento local e regional sustentável, assim como na promoção da cidadania.

As ações da Operação Yaguaru são coordenadas pela Superintendência Geral da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior do Governo do Estado do Paraná, envolvendo, além da Uenp, mais três universidades estaduais paranaenses: Universidade Estadual do Oeste do Paraná (Unioeste); Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG); e Universidade Estadual do Centro-Oeste (Unicentro).

A Operação Yaguaru do Projeto Rondon iniciou as atividades em Cascavel, no dia 17 de janeiro, com a participação de mais de 250 voluntários e o apoio da 15ª Brigada de Infantaria Mecanizada. As atividades seguem até a próxima sexta-feira (31).

Deixe um Comentário