Santo Antônio da Platina

Testemunha pode esclarecer tragédia com cinco mortes na BR-153

Motorista que viajava atrás de carreta deve depor à Polícia Civil nos próximos dias

Luiz Guilherme Bannwart


Fiesta que as vítimas viajavam ficou completamente destruído
CRÉDITO: Antônio de Picolli

O depoimento de uma testemunha, já identificada pela Polícia Civil, pode ser determinante para a conclusão das investigações que apuram a morte de cinco pessoas em consequência de um grave acidente automobilístico na tarde de sexta-feira (3), na BR-153, em Santo Antônio da Platina. Trata-se de um motorista (que por questões de segurança não teve o nome revelado pela polícia) que viajava em um veículo que seguia atrás da carreta, com placas de Lins-SP, que colidiu frontalmente com um Ford Fiesta de Santo Antônio da Platina resultando na tragédia que chocou a região e repercutiu em todo o País.

De acordo com o delegado Rafael Guimarães, a testemunha repassou as primeiras informações ao investigador Reinado Leopoldo ainda no local do acidente. “Naquele dia outro delegado atendia o plantão. A testemunha ouvida pelo policial seguia logo atrás da carreta envolvida no acidente e contou como tudo aconteceu. O depoimento, no entanto, deve ser formalizado na delegacia para ser juntado ao inquérito policial aberto para investigar o caso, o que deve ocorrer nos próximos dias”, explica o delegado.

O motorista da carreta envolvida no acidente,  identificado pela reportagem como Joaquim Pedro Lucas, de 63 anos, deve ser notificado nas próximas horas para se apresentar à Polícia Civil. “Conforme informei anteriormente, o plantão policial foi atendido por outro delegado no dia do acidente. O motorista recebeu alta médica e foi liberado para retornar para sua casa.

Contudo, ele deve se apresentar espontaneamente para dar sua versão sobre a tragédia, ou por meio de carta precatória expedida à autoridade policial da cidade onde ele mora. Mas posso afirmar que as investigações estão caminhando e a conclusão do inquérito deve ser apresentada em breve ao Ministério Público”, assinalou o delegado.

A Polícia Civil também pede a colaboração da população para identificar o autor de um áudio que circulou nas redes sociais logo após o acidente sugerindo que a colisão foi provocada pela carreta, após o veículo invadir a pista contrária. As informações podem ser repassadas anonimamente através do telefone (43)3534-8900.

O acidente

O acidente aconteceu pouco antes da 13 horas de sexta-feira (3) no km 51 da BR-153. Fábio Ricardo Mialski de Oliveira Júnior, 27, Lorena Ribeiro Basílio, 23, Murilo Augusto Rosendo de Oliveira, 26, Juliana Barros Wolf, 25, e Nina D’el – Rei Rosendo, de apenas 1 ano e 2 meses viajavam no Ford Fiesta, com destino a Curitiba, e morreram na hora.

Os corpos de quatro das cinco vítimas da tragédia foram velados e sepultados na tarde de sábado (4), em Santo Antônio da Platina. Apenas o corpo de Lorena Ribeiro Basílio, 23, foi cremado em Curitiba, após cerimônia religiosa no Crematório Parque da Saúde.

Deixe um Comentário