Cadernos Construção e decoração

Sistemas construtivos: tudo o que você precisa saber

Construir uma casa é a oportunidade de criar um imóvel adaptado ao seu estilo de vida e do jeito que você sempre sonhou. Mas, o que muitas pessoas que estão pensando em começar uma obra não dão a devida atenção é a escolha dos sistemas construtivos. 

Isso é essencial em qualquer obra, já que uma construção é muito mais do que centenas de tijolos empilhados. Na realidade, os tijolos cerâmicos que são utilizados na maioria dos edifícios brasileiros fazem parte de apenas um dos vários sistemas construtivos disponíveis na área da construção civil. 

Concreto, container, perfis de aço, madeira e PVC são apenas alguns exemplos de materiais alternativos utilizados para construir uma nova casa.

Escolher o sistema construtivo é uma decisão importante e que precisa da sua atenção ainda na fase de planejamento de obras. Isso porque o sistema construtivo interfere no custo da construção, no tempo de obra e na aparência da edificação.

Está perdido e não sabe quais são os sistemas construtivos existentes? Não tem problema! Criamos este guia completo para apresentar os principais métodos de construção, as vantagens e desvantagens de cada um e o que você precisa considerar antes de escolher a melhor técnica para o seu caso. Acompanhe! 

Carregando o assistente...

Aguarde, nosso assistente ajudará você a realizar o seu sonho fechando o melhor negócio

Aguarde, carregando!

O Entenda Antes te ajuda a realizar o seu projeto.

Conte-nos o que você precisa e receba até 4 propostas de profissionais ou empresas próximos de você!

100% seguro
Cinco estrelas
Orçamento grátis e seguro
Profissionais avaliados

Iremos te ajudar a realizar o seu projeto fechando o melhor negócio!

Preencha algumas informações para realizarmos a indicação dos profissionais e empresas certas

O que são os sistemas construtivos?

Em primeiro lugar, podemos definir um sistema construtivo como o conjunto de técnicas e tecnologias utilizadas para a construção de um edifício. Dessa maneira, os métodos construtivos correspondem à estrutura de uma casa ou prédio e servem para dar sustentação ao mesmo. 

As principais técnicas utilizadas atualmente são: alvenaria tradicional, alvenaria estrutural, wood frame, steel frame, concreto pré-moldado, paredes de concreto, container e concreto PVC. 

Mas não precisa se preocupar com o que cada um significa – pelo menos por enquanto. Mais adiante, explicaremos as características de todos.

A escolha do melhor sistema construtivo não é aleatória. Na verdade, é recomendado que o engenheiro civil ou arquiteto responsável pela obra realize um estudo preliminar para determinar qual o método ideal para cada caso. 

Para isso, o profissional precisa considerar as necessidades dos clientes, o tipo de construção, questões ambientais, orçamento, tempo de obra, materiais, mão de obra disponível etc. 

Optar pelo sistema construtivo adequado tem muitas vantagens, incluindo um processo de construção mais simples, melhor controle de qualidade e redução de desperdício. Além disso, ainda é possível reduzir custos e tornar um edifício de alta qualidade mais acessível. 

Tipos de sistemas construtivos

Alvenaria convencional

Sistemas Construtivos - Entenda Antes

André Sell Arquitetura

A alvenaria convencional ou de vedação é um dos sistemas construtivos mais comuns no Brasil. 

É provável que o principal motivo para a sua popularidade seja o fato de não exigir uma mão de obra muito especializada. Assim, praticamente qualquer profissional da construção civil está familiarizado com as construções em alvenaria. 

Basicamente, a construção de uma casa em alvenaria convencional é composta por tijolos cerâmicos que funcionam como divisórias para os ambientes. Já a parte estrutural da edificação fica por conta de vigas, pilares e lajes de concreto, que criam uma estrutura de sustentação. 

Sistemas Construtivos - Entenda Antes

Freitas Arquitetura e Interiores

Sistemas Construtivos - Entenda Antes

Bruna Alvim Campos

A alvenaria convencional é um dos sistemas construtivos mais tradicionais em qualquer lugar do país. Contudo, existem pontos positivos e negativos que precisam ser considerados.

As principais vantagens deste método são: 

  • facilidade para encontrar os materiais de construção;
  • custo mais baixo em comparação com outros métodos;
  • disponibilidade de mão de obra;
  • a estrutura suporta vãos grandes e médios;
  • maior facilidade para futuras reformas e/ou alterações no projeto.

Já as desvantagens da construção em alvenaria são as seguintes: 

  • o tempo de execução da obra é longo;
  • gera muitos entulhos e resíduos;
  • desperdício de  15 a 30% de materiais durante a obra;
  • existe a possibilidade de surgir trincas, fissuras e outros problemas no futuro.

Alvenaria estrutural

Sistemas Construtivos - Entenda Antes

É provável que você já conheça algumas construções feitas em alvenaria estrutural. Este método construtivo também é bastante utilizado em diversos tipos de edificações, principalmente residenciais e comerciais.

As construções de alvenaria estrutural utilizam blocos de concreto ou cerâmicos fabricados especialmente para esse fim. Para tanto, os materiais possuem propriedades específicas que ajudam na estruturação do edifício.

Dessa maneira, os vigamentos, vergalhões e pilares são embutidos nos tijolos nos locais determinados no projeto elaborado pelo engenheiro civil. Isso ajuda a reduzir significativamente a quantidade de concreto, ferro e madeira para a obra.  

Diferentemente da alvenaria convencional, neste sistema construtivo, há a necessidade de mão de obra mais especializada. Afinal, há um grande risco de acidentes no local se as paredes que sustentam a construção não forem niveladas adequadamente. 

Para as construções com mais que quatro pavimentos, é recomendado que o engenheiro indique a utilização de barras de aço para deixar a estrutura mais resistente. 

Dentre as vantagens das construções em alvenaria estrutural, podemos destacar: 

  • maior agilidade na construção;
  • redução da quantidade de pessoas trabalhando na obra;
  • mais econômico financeiramente;
  • reduz gastos com reboco;
  • maior durabilidade do material, reduzindo a necessidade de manutenção;
  • menos desperdício de materiais;
  • facilita o planejamento da obra;
  • menor grau de dificuldade para a construção. 

Em contrapartida, os pontos negativos incluem:

  • limitação nos vãos livres;
  • não é possível remover as paredes sem colocar algum elemento estrutural para substituí-las;
  • não oferece muita liberdade estética para os projetos arquitetônicos, já que a estrutura não pode ser alterada.

Wood Frame

Sistemas Construtivos - Entenda Antes

O wood frame é um dos sistemas construtivos mais populares em outros países, como Estados Unidos e Canadá. Aqui no Brasil, a técnica ainda é pouco utilizada, mas vem crescendo nos últimos anos. Por isso, é importante entender como funciona. 

De maneira geral, o método construtivo wood frame é composto por perfis de madeira – geralmente de reflorestamento, como o pinus. A madeira maçica é coberta por um sistema de proteção contra o vento que, normalmente, é feito com drywall (ou gesso acartonado), placas cimentícias ou chapas de OSB (um painel com tiras de madeira). 

Para garantir maior durabilidade e proteger contra cupins e umidade, é importante que a estrutura de madeira seja autoclavada. Além disso, os componentes da construção devem receber um tratamento específico para garantir que estrutura resista ao fogo. 

Normalmente, os edifícios de wood frame são relativamente leves e peso é distribuído igualmente entre das paredes. Por isso, a fundação radier – que é semelhante a uma laje de concreto armado – é bastante utilizada. 

Além disso, a sapata corrida – uma estrutura de concreto armado que fica logo abaixo das paredes – também pode ser utilizada para reforçar a estrutura. 

Mas não precisa se preocupar com esses termos técnicos por enquanto. Caso opte por este sistema construtivo, o engenheiro responsável deverá fazer um estudo do solo e indicar as principais recomendações antes de iniciar a obra. 

As construções com o método wood frame têm as seguintes vantagens: 

  • menor tempo de construção;
  • maior precisão ao executar a obra;
  • alto isolamento térmico e acústico;
  • pouco desperdício de materiais;
  • possibilidade de criar vãos espaçosos;
  • pequena quantidade de resíduos. 

Como todo sistema construtivo, também existem alguns desafios, como:

  • necessidade de mão de obra especializada;
  • limitação na quantidade de pavimentos;
  • necessidade de cuidados para proteger a madeira.

Steel Frame

Sistemas Construtivos - Entenda Antes

O sistema construtivo steel frame, também conhecido como light steel frame é parecido com o wood frame. Basicamente, a estrutura da edificação é feita da mesma maneira que o método com madeira. Entretanto, o material utilizado no steel frame é o aço.

Com esta técnica, os perfis de aço galvanizado compõem o esqueleto da estrutura e o fechamento fica por conta de placas de madeira, cimentícias ou de drywall. 

Uma característica que chama a atenção é montagem relativamente simples. Para uma construção deste tipo, a fundação é simples e boa parte da estrutura já chega ao canteiro de obras pré-executada. 

A forma de montagem mais utilizada consiste em cortar os perfis de aço nas medidas do projeto e montar os painéis estruturais no canteiro de obras. 

Além disso, é possível comprar os painéis nas medidas certas e levar para o local apenas para a montagem. Essa técnica de montagem garante mais agilidade e reduz os gastos com mão de obra. 

As instalações elétricas e hidráulicas ficam no interior dos painéis e podem ser instaladas facilmente, sem muita bagunça.

O grande diferencial do steel frame em comparação a outros sistemas construtivos é que ele proporciona uma obra “limpa”. Ou seja, os resíduos gerados durante a construção são mínimos e o consumo de água é praticamente inexistente. Outras vantagens incluem: 

  • reduz o tempo de obra em até ⅓ em comparação à alvenaria convencional;
  • bom desempenho acústico e térmico com a instalação de lã de vidro entre as paredes e forro;
  • mínimo desperdício de materiais;
  • maior resistência;
  • maior flexibilidade para os projetos arquitetônicos;
  • manutenção da estrutura facilitada;
  • não apresenta riscos, como fissuras, rachaduras e trincas;

Em contrapartida, as principais desvantagens são: 

  • dificuldade para encontrar mão de obra especializada;
  • custo mais alto em comparação com outros sistemas construtivos;
  • limitação na quantidade de pavimentos. 

Paredes de concreto

Sistemas Construtivos - Entenda Antes

Você já ouviu falar em construções com paredes de concreto? Este método construtivo é relativamente recente e passou a ser mais utilizado em obras residenciais principalmente com o aumento da demanda das casas populares. 

A tecnologia das paredes de concreto permite construir edifícios de até cinco pavimentos. Além disso, as construções podem ter até trinta pavimentos em alguns casos mais específicos.

De maneira simples, a técnica consiste em paredes estruturais maciças feitas com concreto armado. Para fazer as paredes, utiliza-se moldes metálicos, de madeira ou de plástico que, posteriormente, são preenchidos com concreto. 

Esse processo é feito in loco, ou seja, no canteiro de obras e as instalações elétricas e hidráulicas ficam embutidas no concreto. Assim, as medidas podem ser adaptadas de acordo com o projeto arquitetônico.

Como os moldes de concreto são personalizáveis e caros, este tipo de sistema construtivo pode ser inviável para a construção de apenas uma residência, por exemplo. 

Já as construções de larga escala, como condomínios e edifícios residenciais, podem se beneficiar deste processo, já que as formas podem ser reutilizadas várias vezes. 

Nesses casos, as paredes de concreto apresentam várias vantagens, incluindo: 

  • rápida execução da obra;
  • maior controle do prazo de construção;
  • baixa geração de resíduos;
  • alta durabilidade;
  • maior segurança estrutural;
  • resistência a altas temperaturas.

Dentre os pontos negativos, podemos destacar: 

  • baixo isolamento térmico e acústico;
  • não é possível fazer alterações após a construção;
  • não há possibilidade de improvisar durante a obra;
  • preço elevado para construções em pequena escala.

Só para exemplificar, o vídeo abaixo mostra de maneira bem simples como funciona o método construtivo de paredes de concreto moldadas in loco: 

Concreto pré-moldado

Sistemas Construtivos - Entenda Antes

Apesar de utilizar a mesma matéria-prima, o sistema construtivo de concreto pré-moldado é diferente do anterior. A principal diferença está na maneira como as peças de concreto são fabricadas. 

No método do concreto pré-moldado, a estrutura de concreto é moldada na fábrica em um processo industrial de grande escala. Em seguida, o material é transportado até a obra e instalado no local adequado. 

O concreto pré-moldado é bastante utilizado, especialmente em galpões e empresas de grande porte. Nesses casos, a estrutura de concreto costuma ficar aparente. Mas, para garantir uma aparência menos grosseira, é possível utilizar placas cimentícias ou drywall. 

Em algumas construções, este método pode apresentar um bom custo benefício. Porém, é preciso analisar o tipo de construção e as limitações, já que o transporte das peças pode ser complicado. 

As principais vantagens de construir com o concreto pré-moldado são: 

  • maior velocidade na execução da obra;
  • economiza espaço no canteiro de obras;
  • pouca geração de resíduos;
  • sustenta vários pavimentos; 
  • possibilidade de criação de grandes vãos: de acordo com o projeto, é possível ter áreas de 30 até 60 metros de altura. 

Por outro lado, o concreto pré-moldado apresenta os seguintes desafios: 

  • pouca flexibilidade para os projetos;
  • alterações no projeto pode desperdiçar peças inteiras;
  • necessidade de mão de obra e equipamentos especializados.

Concreto PVC

Sistemas Construtivos - Entenda Antes

O concreto PVC é um sistema construtivo modular composto por painéis de PVC que dão forma às paredes (internas e externas). Eles servem tanto para a função estrutural quanto para dar acabamento aos ambientes. 

A instalação é prática: os painéis são fabricados nas medidas de cada projeto e chegam prontos ao canteiro de obras. Então, eles são encaixados uns aos outros, funcionando como o esqueleto da edificação. 

Depois da montagem, é hora de instalar os componentes elétricos e hidráulicos dentro dos perfis de PVC. Em seguida, os painéis são  preenchidos por concreto para garantir que a estrutura fique firme. 

Além disso, em alguns projetos, pode ser necessário utilizar o aço estrutural para reforçar a resistência. 

Assim como em outros sistemas construtivos, como o steel frame, as fundações para esse tipo de obra são bem simples. Em construções com apenas um pavimento, uma laje radier é suficiente para suportar a estrutura. 

É válido citar que o PVC é lavável e pode ser encontrado em diversas cores. Por isso, os painéis também podem servir como acabamento, dispensando outros gastos.

Mas, quem pretende aplicar tinta, pisos ou papel de parede, por exemplo,não precisa se preocupar. O material também permite a aplicação de diversos tipos de revestimentos. 

O esquema abaixo ilustra como uma casa pode ser construída com este método:  

Sistemas Construtivos - Entenda Antes

As vantagens de construir utilizando o Concreto PVC são:

  • mínimo desperdício de materiais;
  • canteiro de obras limpo e organizado;
  • maior agilidade na construção, podendo ser 3 vezes mais rápido do que uma construção em alvenaria;
  • bom isolamento térmico e acústico;
  • permite alterações após a construção;
  • menos pessoas trabalhando na obra.

Por outro lado, as desvantagens são:

  • custo elevado;
  • dificuldade para encontrar fornecedores;
  • baixa disponibilidade de mão de obra especializada;
  • apresenta pequenas vibrações na estrutura, por isso, não é recomendável para locais com ventos intensos.

Container 

Sistemas Construtivos - Entenda Antes

Por fim, já pensou em construir uma casa container? De uns tempos para cá, as construções em container estão se popularizando no país, especialmente entre aqueles que buscam uma solução econômica e sustentável. 

Assim, o material que era utilizado de forma mais grosseira, principalmente em escritórios e depósitos nos canteiros de obras, ganhou destaque na arquitetura e construção civil. 

Não é difícil entender as razões, já que as construções em container possuem uma aparência moderna e industrial que está em alta no momento. Mas, quem pretender construir com esta técnica precisa ir além do aspecto visual. 

Primeiramente, a estrutura do container precisa passar um processo de preparação que inclui: serralheria, funilaria e pintura. A fase de preparação pode ser feita na fábrica ou mesmo no canteiro de obras, dependendo das características do projeto. 

Este tipo de construção também possui algumas regras específicas para ser legalizado. Por exemplo, o laudo de habitabilidade certifica que a estrutura é segura e não está contaminada com agentes químicos, biológicos e radioativos.

Uma das principais vantagens de utilizar o container na construção civil é a sustentabilidade pois o material é reutilizado. Por isso, o container pode ser considerado um dos principais métodos construtivos alternativos. 

Além disso, existem outras vantagens:

  • redução de entulho no canteiro de obras;
  • rapidez na execução do projeto;
  • flexibilidade/mobilidade, pois a estrutura pode ser desmontada e montada novamente em outro local;
  • baixo custo;
  • economia de materiais de construção como areia, cimento, tijolo etc;
  • não precisa de fundação e terraplanagem;
  • durabilidade.

Por outro lado, as construções em container apresentam alguns desafios e cuidados, como: 

  • necessidade de espaço amplo  para manobra de guindastes;
  • exige cuidados específicos para garantir isolamento térmico e acústico;
  • necessidade de tratamento adequado para evitar ferrugem.

Conclusão

Em síntese, esses foram os sistemas construtivos mais utilizados na construção civil atualmente. Portanto, para encontrar o método mais adequado para sua construção, considere as características de cada um, a mão de obra disponível em sua região e a funcionalidade da edificação. 

Além disso, é essencial contar com o auxílio de profissionais, como engenheiros e arquitetos antes de tomar uma decisão. Os especialistas conhecem os sistemas construtivos a fundo e, certamente, poderão recomendar a melhor opção para o seu caso. 

Por fim, é a nossa vez de saber: qual dos sistemas construtivos acima você mais se identificou?

Deixe um Comentário