Siqueira Campos

Siqueira Campos tem maior percentual de crescimento populacional na região

Município teve aumento de 15% da população no período de 10 anos, em um “fenômeno social” que conta com a redução habitacional de cidades mais próximas

Da Redação


Siqueira Campos é o município dono do maior crescimento populacional se comparado aos demais municípios da região da Amunorpi (Associação dos Municípios do Norte Pioneiro). Segundo dados IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), durante os últimos 10 anos, o município registrou crescimento de 15% de aumento da população neste período.

O município, que em 2010 registrava 18.454 moradores, tem agora uma população estimada pelo IBGE de 21.249 pessoas. Às vésperas de completar 100 anos de emancipação política, Siqueira Campos deixou de ser conhecida apenas pela produção de café, como nos tempos em que se chamava Colônia Mineira, para se consolidar como um polo industrial na região.

Essa mudança na economia – e também o aumento populacional recente – são diretamente ligados à Pro Tork, maior empregadora do Norte Pioneiro (cerca de 3,5 mil empregos diretos) e uma das maiores fabricantes de peças para motocicletas do mundo, instalada em Siqueira Campos desde o início dos anos 90.

A oferta de vagas de emprego é tamanha que moradores de todos os municípios vizinhos têm conseguido ingressar na empresa. Com o tempo, muitos deles acabam fixando residência em Siqueira Campos.

Esse “fenômeno social” é facilmente visível com a análise da população de municípios vizinhos. Tomazina e Salto do Itararé, cidades próximas a Siqueira Campos, tiveram redução populacional nestes 10 anos. Santana do Itararé, outro município faz divisa com o território siqueirense, também perdeu habitantes no período.

Já Wenceslau Braz e Quatiguá, também vizinhos a antiga Colônia Mineira, mantiveram a população no espaço de tempo, com uma taxa de crescimento pequena. Ou seja, de seis municípios vizinhos, apenas um cresceu consideravelmente: justamente Siqueira Campos.

QUEM TAMBÉM CRESCEU

Outros municípios do Norte Pioneiro com importantes taxas de crescimento são Joaquim Távora (mais uma cidade com crescimento industrial graças a presença da Frangos Pioneiro), com elevação de 11% no número de habitantes, Ibaiti, com 10% de crescimento populacional, e Santo Antônio da Platina e Jaboti, que viram a população crescer 8% nestes 10 anos.

Em números totais, no entanto, quem teve o maior aumento no número de moradores foi Santo Antônio da Platina, que saltou de 42.707 moradores em 2010 para 46.251 atualmente, e se mantém como município mais populoso da micro região.

REGIÃO

E a região teve um ganho de quase 10 mil habitantes entre 2010 e 2020, passando de 320.009 para 329.869. Dos 25 municípios, 14 aumentaram o número de habitantes neste período de tempo. Estão nesta situação Barra do Jacaré, Cambará, Carlópolis, Conselheiro Mairinck, Ibaiti, Jaboti, Jacarezinho, Japira, Joaquim Távora, Pinhalão, Quatiguá, Santo Antônio da Platina, Siqueira Campos e Wenceslau Braz.

Por outro lado, Abatiá, Andirá, Figueira, Guapirama, Jundiaí do Sul, Ribeirão Claro, Ribeirão do Pinhal, Salto do Itararé, Santana do Itararé, São José da Boa Vista e Tomazina têm hoje menos habitantes que no Censo de 2010.

Deixe um Comentário