Siqueira Campos

Siqueira Campos fiscaliza e organiza filas nos bancos

Comitê tem organizado e orientado quem procura a Caixa Ecônomica em busca do auxílio emergencial 
CRÉDITO: DIVULGAÇÃO

Da Redação 


As filas quase quilométricas nos bancos durante o período de pagamento dos aposentados e para aqueles que estão recebendo o auxílio emergencial estão sendo supervisionadas por seguranças e pelo Comitê Municipal Gestor do Plano de Prevenção e Contingenciamento em Saúde COVID-19, e fiscais da prefeitura de Siqueira Campos.  

A intenção é orientar as pessoas para que respeitem o distanciamento nas filas e façam uso de máscaras, que nesse momento é indispensável. A rua Marechal Deodoro da Fonseca, centro da cidade, foi fechada ontem (05), já que se não fosse isolada, a fila tomaria conta de quarteirões e prejudicaria o tráfego de veículos e pessoas. 

Medidas para redução das filas, bem como novos calendários para pagamentos não foram aplicados de forma eficaz pelos governos do Estado e União, enquanto isso as autoridades locais ficam encarregadas da missão de fiscalizar as filas.

Além das fiscalizações nas ruas do centro, bairros e comércio, o Comitê do Covid-19, cujo presidente é Gustavo Henrique, conta com apoio das secretarias de Saúde, Epidemiologia, Vigilância Sanitária e Associação Comercial e Empresarial de Siqueira (ACISC). Essas entidades estão conseguindo organizar tanto as filas nos bancos, como a orientar os cidadãos siqueirenses a utilizarem máscaras, que é obrigatório por lei. 

Durante a noite está sendo realizada a limpeza e desinfecção das ruas na cidade.  “Estamos buscando meios de organizar e levar a informação para a nossa população para se proteger do Coronavírus. Está dando certo e a cada dia nossa população fica mais consciente e bem informada. Quero agradecer a colaboração de todos os envolvidos nessa luta contra esse vírus que vem afetando o mundo inteiro”, assinalou Gustavo Henrique. 

O presidente da ACISC, Genesis Machado é colaborador e incentivador das ações do Comitê, ele foi um dos que se empenhou na luta para reabertura do comércio, para que os empresários pudessem continuar trabalhando com segurança. Desta forma age também como fiscalizador garantindo que comerciantes e clientes, bem como todos os cidadãos possam trabalhar e circular com segurança.

Segundo Genesis Machado os comerciantes tinham que voltar a trabalhar, pois caso contrário afetaria a economia local, bem como passariam por dificuldades tanto os empresários como seus funcionários. “A reabertura do comércio foi necessária, pois já havia registros de comerciantes dispensando funcionários porque não podiam nem pagar o aluguel de seus pontos comerciais. Claro, que tomamos todas as precauções para que pudessem trabalhar com segurança, utilizando álcool em gel, máscaras entre outras equipamentos de proteção individual”, destacou. 

Ele ainda ressaltou que a ACISC está de portas abertas para receber os cidadãos que tiverem alguma dúvida, e que os estabelecimentos que não estiverem cumprindo as normas de segurança sejam denunciados. “Neste momento difícil que passamos por esta pandemia, temos que nos prevenir. Eu estou muito contente com a população, vemos que o siqueirense é consciente que aderiu às normas sanitárias. Temos uns ou outros que não se enquadraram, porém em breve entenderão a necessidade de se previnir”, finalizou.

Deixe um Comentário