Segurança do paciente é alvo de trabalho contínuo nos hospitais

UTI do Hospital Santa Clara, em Colorado, na região Norte do Paraná. 03/08/2020 – Foto: Geraldo Bubniak/AEN

Agência de Notícias


A Organização Mundial de Saúde (OMS) instituiu 17 de setembro como o Dia Mundial da Segurança do Paciente. Simbolizada pela cor laranja, a data marca um trabalho contínuo realizado dentro das unidades hospitalares em relação às ações e práticas que visam garantir a segurança do paciente e dos profissionais de saúde.

O tema definido para este ano pela OMS é “Segurança do trabalhador da saúde: uma prioridade para a segurança do paciente”, pensado a partir da atuação daqueles que estão na linha de frente em meio à pandemia pela Covid-19.

O secretário de Estado da Saúde, Beto Preto, reforça que a segurança do paciente envolve também a segurança dos profissionais que prestam o atendimento. “Se ambos estão em ambiente controlado, com equipamentos de proteção individual, e as condutas seguem os protocolos de segurança, podemos dizer que é possível reduzir os riscos que envolvem os atendimentos e tratamentos para os pacientes, assim como também aos profissionais.” 

A Secretaria da Saúde do Paraná participa e promove ações e projetos com foco no aprimoramento dos serviços e da segurança nos atendimentos. Um dos projetos é o Segurança do Paciente na APS, executado pelo Hospital Moinhos de Vento de Porto Alegre, em parceria com Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass)/Programa de Apoio ao Desenvolvimento Institucional do Sistema Único de Saúde (Proadi-SUS).

PESQUISA – A Diretoria de Atenção e Vigilância em Saúde reforça a todos os hospitais com leitos de UTI do Estado que participem da Avaliação das Práticas de Segurança do Paciente realizada pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). O questionário deverá ser respondido até 30 de setembro 2020 e está disponível AQUI.

Com base nestas informações, a Anvisa, juntamente com as secretarias estaduais de Saúde, revisará os processos utilizados para avaliação das práticas de segurança do paciente nestes estabelecimentos, com atualização das regulamentações.

AVALIAÇÃO – Em 2018, dos 120 hospitais com leitos de UTI no Paraná, 80 (66,67%) participaram da Autoavaliação das Práticas de Segurança do Paciente. Destes, 24 (20%) foram classificadas como estabelecimentos de alta adesão. Em 2019, após a implementação de ações por parte da Coordenadoria de Vigilância Sanitária, esta adesão aumentou e 111 (92,5%) hospitais com leitos de UTI responderam ao questionário. Aproximadamente 50%, 60 estabelecimentos, foram classificados como de alta adesão. O resultado da autoavaliação feita em 2019 está disponível no link https://bit.ly/3bE237t.

ALERTA – Servidores da 22ª Regional de Saúde, em Ivaiporã, promoveram uma ação para lembrar o Dia Mundial da Segurança do Paciente e também o Dia Mundial da Sepse, instituído em 13 de setembro. Os profissionais das divisões de vigilância em saúde e atenção, gestão em saúde, epidemiologia e vigilância sanitária desenvolveram atividades de orientação e motivação com os hospitais e a Atenção Primária em Saúde com as Unidades Básicas de Saúde.

Deixe um Comentário