Ribeirão do Pinhal

Santuário celebra 20 anos em Ribeirão do Pinhal

Templo, que recebe visita de fieis de várias regiões, é uma dos marcos da Igreja Católica no Norte Pioneiro 

O dia festivo de 9 de setembro, feriado municipal, oficialmente se comemora os 20 anos do Santuário
CRÉDITO: DIVULGAÇÃO

Priscila Dutra


padre Dijalma Fernandes fez menção à importância da Nação Brasileira e pediu que o Espírito Santo ilumine nosso país e oriente os governantes

Há 20 anos, no dia 09 de setembro de 2000, a consagração da Igreja Matriz em Santuário do Divino Espírito Santo tornou-se um marco na comunidade de Ribeirão do Pinhal.

Para compreender melhor é preciso voltar no tempo. Quando um padre visionário ousou sonhar ter em Ribeirão do Pinhal um santuário. Muitos duvidaram, mas o padre André Jaworski fez o que foi necessário e conseguiu essa conquista que contribuiu para o município passar a fazer parte da Rota do Rosário, uma ação missionária da Igreja na Diocese de Jacarezinho para fomento do turismo religioso na região.

Segundo carta enviada pelo padre André ao bispo dom Conrado Walter que solicita a transformação da Matriz para Santuário. “Sendo Santuário se reafirmará e dará relevo a presença do Espírito Santo protoganista da fé cristã e sua presença na cultura e história do nosso povo, onde no templo católico, Matriz de Ribeirão do Pinhal, o Pai é adorado em Espírito e Verdade”, trecho da carta.  

Lembrando que a pintura no interior do Santuário que representa a Santa Ceia, com os apóstolos representados pelo Papa João Paulo II e representantes religiosos locais. Sem esquecer que o Judas traz o rosto do artista plástico local Tupã Paraná Nicolau, autor da obra idealizada também por Padre André. 

Na quarta-feira (09) comemorou-se o Jubileu de Porcelana.  Uma grande festa estava sendo planejada pela comunidade. Entretanto, devido a pandemia do Covid-19, foi necessário se reinventar para não deixar de comemorar essa data tão especial. Uma pequena parte da comunidade pode acompanhar presencialmente, seguindo as medidas necessárias neste tempo de pandemia, mas também foi providenciada a transmissão de todas as atividades pelas redes sociais.  

Uma logo comemorativa foi criada para representar esses 20 anos. A inspiração do design da logo se deu pela junção de elementos como: o número 20 que remete aos 20 anos de elevação do Santuário, unindo a disposição arquitetônica do Santuário, valorizando cada uma das linhas de sua belíssima construção. O Espírito Santo representando a dedicação do nosso Santuário e os raios de luz juntamente com as cores em tom amarelo e dourado que simbolizam os sete dons a luz que o Espírito Santo dispõe sobre a vida de cada paroquiano.

As atividades religiosas foram realizadas pelo Tríduo. O primeiro dia foi marcado pela missa presidida pelo bispo diocesano dom Antônio Braz e a inauguração do escritório paroquial Padre Jan Wasilk. O Pároco e Reitor do Santuário Padre Donizete da Silva e o Vigário Paroquial Padre Dijalma Fernandes receberam os visitantes. “É uma honra fazer parte de um momento tão especial para a comunidade católica de Ribeirão do Pinhal”, afirmou padre Donizete. A celebração também teve a presença o Diácono Giancarlo e o padre Ernesto da Diocese de Juína. 

Dom Antônio mencionou que acompanhou o sonho para construção da Capela Nossa Senhora Aparecida e do novo escritório. “Esses foram sonhos gestados pelo padre Jan Wasilk e que só foi possível porque a comunidade se dedicou e agora é uma realidade”, relatou o bispo. 

O segundo dia do tríduo coincidiu com dia da Independência do Brasil e na celebração padre Dijalma Fernandes fez menção à importância da Nação Brasileira e pediu que o Espírito Santo ilumine nosso país e oriente os governantes. 

O dia festivo de 9 de setembro, que oficialmente se comemora os 20 anos do Santuário e é feriado municipal, a comunidade acompanhou a celebração especial, a carreata pela cidade e a benção dos veículos. “Foi uma comemoração muito especial para toda comunidade.

Embora não tenha sido possível realizar uma grande festa, por questões da pandemia que não permitem as aglomerações de pessoas, estamos todos com os corações voltados para o Espírito Santo em oração pedindo misericórdia para Ribeirão do Pinhal e para mundo inteiro. Aproveito também a ocasião para agradecer o carinho com o qual fui acolhido pela comunidade de Ribeirão do Pinhal”, celebrou padre Donizete.   

Deixe um Comentário