Política

Requião descarta disputar prefeitura de Curitiba e critica Fruet e Greca

Requião (MDB): ex-senador elogiou Goura (PDT) e pré-candidato do PT
Foto: Ana Volpe/Agência Senado

Redação Bem Paraná


O ex-senador Roberto Requião (MDB) foi hoje ao twitter para desmentir os rumores de que ele poderia aceitar, de última hora, ser candidato à prefeitura de Curitiba por uma “frente de esquerda”. Os boatos cresceram depois que o deputado federal e ex-prefeito Gustavo Fruet (PDT), desistiu da disputa, alegando falta de recursos para a campanha, e foi substituído pelo deputado estadual Goura. Em publicação no início da tarde, o emedebista sinalizou ter boa relação com Goura e o pré-candidato do PT, professor de Direito da Universidade Federal do Paraná, Paulo Opuszka

“Goura e Paulo Opuska, do PT, são cidadãos íntegros, ligados aos interesses do povo de Ctba ,e merecem ser observados como bons candidatos para dirigir nossa cidade. Simples e reto”, escreveu o senador.

Antes, Requião publicou fotos da campanha de 2010, quando Fruet foi candidato ao Senado pelo PSDB, na chapa que tinha ainda Beto Richa para o governo, e Flávio Arns como candidato a vice. Na época, Fruet teve 2.502.805 (ou 23,1% dos votos válidos) e ficou em terceiro lugar, atrás de Gleisi Hoffmann (PT) e de Requião. “Fruet foi um bom deputado, não digo o mesmo da sua passagem pela prefeitura. Desistiu da candidatura porque sua administração é indefensável”, afirmou o emedebista, que também aproveitou para alfinetar o atual prefeito Rafael Greca (DEM), candidato à reeleição. “Igual a do Greca nas alianças terríveis e diante das posições políticas de seu pai”, afirmou.

Requião também comparou a decisão de Fruet a do ex-senador Osmar Dias, que desistiu de disputar a eleição para o governo em 2018. ‘Primeiro quiseram apoiar o Osmar, fizeram reuniões em todo Paraná! Osmar amarelou. Depois tomaram o PMDB DE CTBA DA BASE E DOS ANTIGOS MILITANTES. Assisti passivo porque era a renovação.Queriam o Fruet,mas o menino Osmarelou!”, ironizou.

Fruet rebateu, lembrando que Requião se aliou a Greca depois que o atual prefeito rompeu com o ex-governador Jaime Lerner, nas eleições para o governo de 2002. “Continua o mesmo covarde! Abrigou por anos o Greca, dissimula oposição e não prepara sucessão no seu partido. Perdeu a graça, não renova os métodos, sempre vaidoso e em nada contribuiu para um projeto para a cidade”, escreveu Fruet.

Deixe um Comentário