Paraná Saúde

Região tem 25 casos suspeitos de coronavírus e três descartados

Dados foram divulgados na manhã de ontem pela Secretaria de Estado da Saúde

Luiz Guilherme Bannwart


O último boletim epidemiológico do coronavírus divulgado na manhã de
ontem (26) pela Secretaria de Estado da Saúde (Sesa) informa 25 casos
suspeitos na região da 19ª Regional de Saúde de Jacarezinho, e três
resultados negativos. Jacarezinho, Santo Antônio da Platina e Japira são os
municípios com mais casos suspeitos da doença, com nove, cinco e quatro
casos respectivamente. Dois casos foram descartados em Jacarezinho e um
em Tomazina.

Carlópolis, Guapirama, Wenceslau Braz, Quatiguá e Conselheiro Mairinck
aparecem com um caso suspeito em cada município. Já em Ibaiti são três
casos aguardando pelo resultado do Laboratório Central do Estado (Lacen).
Em Santo Antônio da Platina, a Secretaria Municipal de Saúde confirmou
na tarde desta quinta-feira (26) que o primeiro caso suspeito investigado no
município – uma idosa de 72 anos – foi descartado pelo Lacen. No entanto,
a informação ainda não foi oficializada pela Secretaria de Estado de Saúde
(Sesa).

A secretária municipal de Saúde, Gislaine Galvão, explica que todos os
casos considerados suspeitos pelos médicos são informados em tempo real
à Secretaria de Estado de Saúde e à imprensa, bem como os casos
descartados pelo Laboratório Central do Estado.

“Trata-se de protocolo estabelecido pelos organismos internacionais de saúde para monitorar o avanço da doença (Covid-19). Torcemos para que todos os casos suspeitos aqui no município, cujas identidades dos pacientes são preservadas, sejam negativos, mas temos a obrigação de informá-los ao órgãos competentes”, esclarece a secretária.

Ainda de acordo com a Secretaria Municipal de Saúde de Santo Antônio da
Platina, apenas um paciente apresentou complicações no quadro de saúde
após buscar atendimento médico e se encontrada internado na Unidade de
Terapia Intensiva (UTI) da Santa Casa de Jacarezinho. Os demais pacientes
estão em isolamento domiciliar.

Orientações

A Secretaria Municipal da Saúde orienta para que pessoas com sintomas
leves de infecção respiratória não procurem as Unidades Básicas de Saúde
nem o Pronto Socorro. O objetivo é evitar a proliferação de doenças
respiratórias e também preservar a rede de atendimento de saúde para casos graves

. Segundo os organismos de saúde, grande parte dos casos do novo
coronavírus é considero leve e com boa resolução, assim como outros
quadros respiratórios. Para estes casos, a orientação é realizar isolamento
domiciliar voluntário por 14 dias.

Além disso, todos que chegam de viagem do exterior e dos estados do Rio
de Janeiro e São Paulo, onde já há transmissão comunitária do novo vírus,
devem permanecer em isolamento domiciliar por sete dias, se não houver
sintomas. Aqueles que chegam de viagem e apresentam febre e sintomas
respiratórios devem realizar o isolamento domiciliar por 14 dias.

Casos graves

Antes de buscar uma unidade de saúde ou o Pronto Socorro, pacientes com
sintomas respiratórios agudos (falta de ar ou febre por mais de 24 horas)
devem entrar em contato com a Vigilância em Saúde pelo telefone (43)
3534-9099, para receber orientação sobre o local para receber atendimento
de saúde e os cuidados a serem adotados.

Deixe um Comentário