Policial

Região registra queda de 58% nos homicídios dolosos

1º TRIMESTRE

Comandantes das polícias Militar e Civil destacam ações e investimentos que resultaram na diminuição da criminalidade

Luiz Guilherme Bannwart

Os municípios abrangidos pelo 2º Batalhão de Polícia Militar e pela 12ª Subdivisão Policial de Jacarezinho registraram queda de 58% no número de homicídios dolosos (quando há intensão de matar) no primeiro trimestre de 2019. Em todo o Paraná, a redução foi de 32%, conforme relatório estatístico apresentado na quinta-feira (16) pela Secretaria da Segurança Pública e Administração Penitenciária (SESP). Em janeiro, fevereiro e março de 2019 foram registrados 381 casos no Estado, contra 558 no mesmo período de 2018.

Para o comandante do 2º BPM, tenente-coronel José Luiz de Oliveira, os dados são satisfatórios em todo o Paraná, mas em especial no Norte Pioneiro, onde houve uma redução expressiva nos crimes de homicídios dolosos. “O 2º Batalhão abrange 22 municípios e 11 comarcas, uma região geográfica muito grande, mas que dispõe de bom aparato policial”, pondera o oficial destacando as ações desenvolvidas pela corporação. “Os números de operações policiais foram duplicados em relação ao ano passado, não só no que diz respeito às ações preventivas, mas também com operações contra a criminalidade, com a utilização de equipes da Rotam e Canil, principalmente por meio de blitzes que coíbem as ações criminosas. A Polícia Militar, portanto, tem usado várias frentes de trabalho, ao mesmo tempo em que contamos com o apoio da população, que também tem feito o seu papel denunciando as ações delituosas aos órgãos policiais”, observa.

De acordo com o tenente-coronel, todos os municípios atendidos pelo 2º BPM estão aparelhados no quesito viaturas. Segundo ele, em 2018 a corporação recebeu novos armamentos, possibilitando aos policiais de todos os destacamentos e companhias do 2º BPM o emprego de submetralhadoras e fuzis no combate à criminalidade, além de novos coletes balísticos para a segurança da tropa.

Segundo José Luiz de Oliveira, o 2º BPM também foi contemplado com 18 etilômetros para fiscalização nas operações de trânsito. O oficial avalia que esse conjunto de fatores reflete diretamente na redução expressiva no número de homicídios dolosos apresentado pela Sesp.

O delegado-chefe da 12ª Subdivisão Policial, Amir Roberto Salmen avalia que a queda nos casos de homicídios dolosos no Paraná, em especial na região de Jacarezinho, é resultado dos investimentos do governo estadual nas polícias Militar e Civil somados às ações desenvolvidas pelas instituições. “O aparelhamento dos organismos de segurança reflete, consequentemente, na redução da criminalidade. Obviamente, com o empenho das polícias no combate ao crime contra a vida”, frisa Salmen.

O delegado destaca a importância do trabalho preventivo feito pela Polícia Militar, assim como as investigações desenvolvidas pela Policia Civil no combate à criminalidade. “Com as rondas ostensivas da PM em locais que classificamos como ‘pontos quentes’ nas cidades e as viaturas mostrando a presença do Estado, evitamos a ocorrência do crime. Isso explica a ação preventiva. Caso ele ocorra, aí entra em ação a Polícia Civil para investigar e indicar a autoria e materialidade do crime. Os bons resultados nos trabalhos desenvolvidos por ambas as instituições podem ser percebidos por meio do balanço divulgado pela Sesp”, conclui.

A redução nos crimes de homicídios dolosos foi constatada em 16 das 23 Áreas Integradas de Segurança Pública do Estado (AISP).

Deixe um Comentário