Jundiaí do Sul

Produtor rural notificado por poluição ambiental

No mesmo dia em que recebeu a denúncia, Vigilância Sanitária do Município notificou o agricultor que garantiu resolver o problema

Dejetos escorrem pela estrada, prejudicando o transito de moradores do bairro

Da Redação


Dejetos escorrem pela estrada, prejudicando o transito de moradores do bairro

A  Vigilância Sanitária de Jundiaí do Sul, em ação desenvolvida pela servidora Lizety Gaveluk, notificou na tarde desta quarta-feira (6), o produtor rural Nicolau Rodrigues, denunciado pela comunidade do Bairro dos Albanos, por despejar desejos de animais em área de preservação permanente. 

A Tribuna do Vale informou erroneamente que a denúncia teria sido feita na semana passada, mas na verdade aconteceu nesta quarta-feira, com ação imediata da Vigilância Sanitária, que notificou o produtor e este teria dado garantias que tomaria as medidas para resolver o problema de contaminação ambiental.

A servidora Lizety Gaveluk fez questão de assinalar que se a denúncia tivesse sido formulada durante o feriado, ela teria realizado o trabalho mesmo no período de descanso.

Histórico

Dejetos escorrem pela estrada, prejudicando o transito de moradores do bairro

O serviço de inspeção sanitária da prefeitura de Jundiaí do Sul recebeu nesta quarta-feira denúncia de moradores do Bairro dos Abanos, zona rural do município, em que acusam o pecuarista Nicolau Rodrigues, de descarregar dejetos das instalações de produção e leite que mantém na propriedade, na estrada que liga a comunidade à sede do município.

Segundo a denúncia, está difícil até mesmo para quem passa de carro pelo local. Drama maior vivem os moradores que necessitam transitar a pé pela estrada rumo ao trabalho.

Dejetos escorrem pela estrada, prejudicando o transito de moradores do bairro

Segundo uma das moradoras da localidade que ligou para a redação da Tribuna do Vale, a situação mais grave é que dejetos poluentes estão indo para um riacho que corta as propriedades e contaminando minas de abastecimento de água, nascentes que servem para consumo humano e animal.

Segundo a mesma moradora, houve uma tentativa de negociações com o produtor Nicolau Rodrigues para por fim ao problema, mas ele teria reagido com agressividade, ponto fim a qualquer diálogo. 
Os moradores do bairro prometem ir ao Instituto Ambiental do Paraná (IAP), regional de Jacarezinho para registrar a denúncia caso a interferência da prefeitura não resolva o problema.

 

Deixe um Comentário