Santo Antônio da Platina Tecnologia

Prefeitura cria canal de comunicação para atender demandas da população

Número 156 já está disponível para atender reivindicações e outras solicitações da população platinense

Dayse Miranda – especial para Tribuna do Vale


Canal 156 já está disponível para fazer atendimento à população.
CRÉDITO: Antônio de Picolli

A Prefeitura de Santo Antônio da Platina, em parceria com a Tecnologia da Informação e Comunicação do Paraná (Celepar) lançou um canal para atendimento direto ao cidadão platinense, o número 156. O lançamento oficial aconteceu ontem, 12, no gabinete do prefeito José da Silva Coelho Neto (PHS), o professor Zezão. A novidade busca estabelecer uma ponte entre o Executivo e a população, para ouvir as solicitações, demandas, reclamações, sugestões e elogios da comunidade.

Por outro lado, o número funciona também como um canal de utilidade pública, que informa horários de atendimentos das Unidades Básicas de Saúde (UBSs), informações sobre Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU), campanhas de vacinação, períodos de coleta de lixo, entre outros. O 156 já está funcionando e pronto para atender as demandas.

De acordo com o supervisor do Escritório Regional da Celepar, em Jacarezinho, Rodrigo Cecílio, os munícipes poderão fazer suas solicitações ao número 156 gratuitamente. No ato da ligação, o cidadão deverá informar seus dados e qual sua demanda, informando também o endereço do local a ser atendido. A ligação vai gerar um protocolo que pode ser acompanhado via internet – no endereço eletrônico da prefeitura. Cada demanda terá um tempo específico para que o setor responsável tome providências cabíveis conforme a disponibilidade. Haverá um feedback (retorno) do 156 aos cidadãos, podendo ser via e-mail, SMS ou ligação telefônica. Além disso, o canal busca posteriormente realizar uma pesquisa de satisfação com os solicitantes para acompanhamento em tempo real dos serviços prestados à comunidade.

O supervisor explica que além do número 156, as solicitações também podem ser realizadas via internet, diretamente no site da prefeitura. Em dois anos de funcionamento, o canal vai permitir gerar relatórios de atendimento, saber quais as principais demandas da comunidade, o número de atendimentos realizados pela prefeitura, entre outros comparativos. “O 156 já está em funcionamento, inclusive com quatro solicitações somente na manhã do primeiro dia. Inicialmente a prefeitura vai tentar se adaptar conforme as demandas, mas tende a ser muito eficiente, pois é o meio mais rápido de falar diretamente com o Poder Executivo. Vale lembrar que as respostas à população serão enviadas conforme a Lei determina e permite, porque alguns munícipes não entendem a parte burocrática da legislação, portanto, será eficaz até mesmo para esclarecer as dúvidas neste sentido”, explicou Cecílio.

O prefeito Zezão já fez o teste e aprovou o canal. Segundo ele, as ligações caem na central de atendimento 156, que em seguida serão direcionadas as demandas para as pastas responsáveis. Cada setor da prefeitura terá uma pessoa responsável por analisar os pedidos, que serão classificados com as cores: verde, amarelo e vermelho conforme a urgência da solicitação. Zezão explica que este serviço não estava previsto no seu plano de governo, mas que veio para agregar e facilitar a comunicação com a população. “Isso se enquadra no nosso plano de gestão democrática, porque vamos saber tudo por bairro, quais as principais demandas, tudo informatizado e catalogado no sistema. Cada tipo de serviço tem um prazo, alguns já com a programação pronta como coleta de lixo, por exemplo, que já temos catalogados no cronograma”, completou o prefeito.

CUSTO BENEFÍCIO – A Celepar é responsável pelo desenvolvimento de soluções, pela plataforma tecnológica, armazenamento e disponibilidade de dados da estrutura governamental. Neste âmbito, desenvolveu o canal 156 que atende a gestão pública municipal com um custo benefício acessível. Segundo Cecílio, a projeção em dois anos, é atingir o máximo de ligações possíveis, chegando a custar aos cofres públicos aproximadamente de R$ 1 mil por mês. “O custo do canal 156 para qualquer prefeitura, de qualquer tamanho, custa menos do que manter quatro funcionários para ter um atendimento de telefone de Call Center”, finalizou Cecílio.  

Deixe um Comentário