Cambará

Prefeito e filhas doam acervo de Cláudia Batista a entidades

Vereador registra imagens como se gesto da família fosse improbidade administrativa


Na manhã desta sexta-feira, 23, o acervo profissional da vice-prefeita e secretária municipal da Educação e Cultura de Cambará, Claudia Batista, que faleceu na última quarta-feira (21), foi doado para órgãos sociais do município, em um gesto nobre das filhas Julia Helena e Heloisa Helena, com a anuência do pai, prefeito Jose Salim Haggi Neto, o Neto Haggi como é mais conhecido, por entenderem que a decisão a deixaria feliz.

O que causou surpresa e indignação aos servidores municipais que realizavam a retirada das doações na residência da família de Cláudia Batista foi a presença do vereador oposicionista Geovani dos Anjos, mais conhecido por Gil dos Anjos (PSC), registrando imagens da operação como se ali estivesse ocorrendo uma irregularidade de uso de bem público em propriedade particular, numa demonstração de que interesses meramente políticos estivesse acima da dor de uma família que acabara de perder um ente querido.

Segundo a secretária municipal da Assistência Social, Ana Paula Moro Rafael, que não quis identificar o vereador, é função do poder público municipal, recolher toda e qualquer doação da comunidade, destinada aos órgãos de assistência municipal. “Todas as pessoas que nos ligam doando roupas, calçados, móveis, ou outras coisas, e que atenderão aos interesses da população, solicitamos ao setor de transporte da Prefeitura que assim proceda. O fato desta doação vir da família do prefeito Neto Haggi, não muda o conceito de ele ser um cidadão cambaraense como todos os outros”, esclarece a secretária.

O prefeito, que também  prefeito omitir o nome de Gil dos Anjos, se mostrou indignado com a atitude do vereador. “A vice-prefeita Claudia tem uma história profissional como artista plástica antes de chegar à vida pública, das mais conceituadas em Cambará, no Paraná, no Brasil e até no exterior. Não por acaso, conseguiu sempre encantar as pessoas com o seu trabalho, porque nunca deixou de estudar e se atualizar como profissional na área das artes plásticas.

Os seus livros, materiais como tintas e pincéis, móveis, enfim, todo seu acervo de trabalho, as filhas Julia e Heloisa decidiram doar às entidades sociais mantidas pelo Município. Infelizmente, um vereador para em frente à casa da Claudia e fotografa o caminhão da Prefeitura e os servidores municipais, como se ali estivesse ocorrendo um ato de improbidade! Onde vamos parar com este tipo de política suja?”, questiona Neto. 

O prefeito assinala que todo este material doado continuará encantando e servindo a comunidade, podendo incentivar as crianças e jovens a se transformarem em futuros artistas e artesãos como foi a vice-prefeita. “Lastimo o fato desse vereador conduzir sua atuação política desta forma. Atitudes como esta de intimidação e de desrespeito à dor de nossa família não vai mudar o nosso propósito de trabalhar com seriedade e competência”, desabafou Neto.

Ao tomar conhecimento da identidade do vereador, a reportagem procurou Gil dos Anjos pelo celular, mas o Wattsapp e a ligação normal deram fora de área. Foi deixado recado no aplicativo, mas até o fechamento desta edição ele não deu retornou.

Carreira

Aos 14 anos de idade Claudia Batista já confeccionava artesanato e os revendia. Formou-se em Educação Artística com habilitação em Artes Plásticas e Desenho Geométrico. Florista desde o ano de 1996, durante 20 anos ministrou cursos de designer floral, com especialidade em embalagens para floricultura em todo o Brasil, e ainda nos Estados Unidos e na Holanda. Foi membro fundadora e secretária da ABAF – Academia Brasileira de Artistas Florais.

Deixe um Comentário