Siqueira Campos

Prefeito afastado será julgado dia 26

Claret Coutinho – Siqueira Campos


Pela segunda vez nos últimos sete anos, a primeira neste mandato, os vereadores de Siqueira Campos podem cassar, pela primeira vez na história, o mandato de um prefeito. O presidente da Câmara de Vereadores, Manoel Estevam Velasque (DEM) marcou para dia 26 de agosto, uma segunda-feira, a sessão de julgamento do relatório do processo de cassação do prefeito Fabiano Lopes Bueno, o Bi, como é mais conhecido. 

Relator e a Comissão Processante (CP) pediram a cassação do mandato do prefeito por acharem que ele realmente cometeu irregularidade. Fabiano Lopes Bueno foi denunciado pelo bacharel em direito Alessandro Silva, de autorizar abastecimento de máquina pá carregadeira, que já havia sido vendida em leilão pela prefeitura. 

Segundo o presidente da Câmara, a sessão deve começar por volta das nove horas da manhã. Bi nega que tenha feito isso, e disse que a prova de sua inocência, foi quando as testemunhas de sua defesa foram dispensadas de prestar depoimentos no dia da audiência, porque, segundo ele, o advogado Guilherme Gonçalves, as testemunhas de acusação, afirmaram que BI não autorizou nada de irregular. 

No dia 20, no Tribunal de Justiça do Paraná deve ocorrer o julgamento do recurso interposto pelo prefeito para retomar o mandato. Bi está afastado desde dezembro do ano passado, por decisão da justiça, a pedido do Ministério Publico Estadual (MPE), por suposta interferência em investigação sobre abastecimento de ônibus de empresa particular. Também neste caso, o prefeito diz que não deu autorização alguma.

Com seu afastamento, que assumiu o cargo foi o vice-prefeito Luiz Henrique Germano

Deixe um Comentário