Abatiá

Polícia Civil pinhalense soluciona assalto em Abatiá

Crime ocorreu em fevereiro no Bar do Givanildo
CRÉDITO: Divulgação – Polícia Civil

Da Redação Assessoria


A Polícia Civil enviou ontem, 27, ao Ministério Público Estadual, a conclusão do inquérito policial que apurou crime de roubo majorado (cometido com emprego de arma de fogo e restrição da liberdade das vítimas), ocorrido no final do mês de fevereiro, em um bar localizado em Abatiá.

Na ocasião, dois homens encapuzados invadiram o estabelecimento conhecido como ‘Bar do Givanildo’ e, armados, anunciaram assalto. Os clientes foram trancados em um cômodo do estabelecimento, dente eles um deficiente físico (cadeirante). Foram levados uma motocicleta Honda CG (localizada no dia seguinte ao roubo, pela PM, abandonada em um terreno) e diversos aparelhos celulares.

Durante cumprimento de mandado de busca e apreensão na cidade de Abatiá, em abril deste ano, na residência de um suspeito, um dos celulares roubados (marca LG, Q6+) foi encontrado pela polícia. A vítima reconheceu o aparelho.

Diligências complementares foram implementadas, chegando à identificação de um dos assaltantes que teve a prisão preventiva decretada pela Justiça, após solicitação da Polícia Civil. Houve reconhecimento.

Atualmente, com o Pacote Anticrime aprovado, casos como esse (roubo majorado com emprego de arma de fogo) passaram a ser considerados crimes hediondos. O autor, de 28 anos, tinha passagens por roubo, receptação e tráfico de drogas. Ao ser ouvido, de acordo com a PC, permaneceu calado. Se condenado, a pena pode ultrapassar 18 anos. A Polícia ainda investiga a identidade de seu comparsa.

Deixe um Comentário