Política

PF prende ex-deputado Nelson Meurer, primeiro político condenado na Lava Jato pelo STF

Meurer: prisão ocorre um ano e cinco meses após condenação
(Foto: Viola Junior / Câmara dos Deputados)

Redação Bem Paraná


O ex-deputado federal paranaense Nelson Meurer (PP) foi preso hoje pela Polícia Federal, em Francisco Beltrão (região Sudoeste), cidade onde vive. A prisão foi determinada pelo ministro do Supremo Tribunal Federal, Edson Fachin, em cumprimento da pena de 13 anos, nove meses e dez dias de prisão recebida por Meurer após sua condenação pelo STF por corrupção passiva e lavagem de dinheiro, no âmbito da operação Lava Jato.

Meurer foi o primeiro político condenado pelo STF na operação, em maio de 2018, mas a pena seguia sem execução em função de recursos protelatórios e da demora do Supremo em determinar a prisão. O ex-deputado foi encaminhado para a Penitenciária Estadual de Francisco Beltrão.

O ex-parlamentar foi denunciado pela Procuradoria Geral da República ao STF em 23 de outubro de 2015. Ele foi acusado de ser um dos parlamentares do PP responsáveis pela indicação e permanência de Paulo Roberto Costa na diretoria de Abastecimento da Petrobras, em troca de repasses ilegais de empresas beneficiadas com contratos com a estatal.

De acordo com a denúncia, Meurer recebeu R$ 29 milhões do esquema de corrupção na companhia por meio de repasses mensais de R$ 300 mil. Ele também foi acusado pela Procuradoria de receber R$ 4,5 milhões para sua campanha à Câmara em 2010. O caso chegou ao STF 3 anos e 2 meses antes de ser julgado, quando o inquérito foi aberto em março de 2015. O julgamento levou dois anos e seis meses, sendo concluído em maio do ano passado.

Deixe um Comentário