Eleições Paraná

Pesquisa gera guerra de versões no Paraná

Cada assessoria de imprensa dos candidatos apresenta versão diferente do resultado das pesquisas divulgadas no Estado

Da Redação


CRÉDITO: Banda B

“Até no ‘Databarros’ João Arrudaé o candidato que mais cresce”. Este é o título jocoso com que a assessoria de imprensa do candidato ao governo João Arruda (MDB), dá sua versão à pesquisa divulgada ontem pelo Instituto Arbeit de Londrina, que na visão da campanha do deputado federal, tem ligações com seu colega de Câmara, Ricardo Barros, marido da governadora Cida Borghetti, que quer continuar no Palácio Iguaçu.

A assessoria de campanha de Cida Borguetti (PP), por sua vez, prega um segundo turno quase certo ao enviar matéria para a imprensa com o título “Eleição no Paraná terá 2º turno, aponta nova pesquisa Arbeit”. É neste cenário que a mídia paranaense convive na disputa deste ano, sem contar a terceira versão da equipe de Ratinho Junior (PSD), que semana passada teve que retirar das redes sociais a sua versão de pesquisa ao apontar vitória no primeiro turno.  
No texto da equipe de Cida a pesquisa também aponta eleição aberta: “a 11 dias do pleito, 68,93% afirmaram que não sabem em quem votar no próximo dia 7 de outubro”, diz o texto.
2º Turno

Na verdade a nova pesquisa do Instituto Arbeit Inteligence divulgada na terça-feira, 25, pelo jornal Correio Paranaense, apresenta o candidato Ratinho Júnior na liderança com 35,27% das intenções de voto. Os números obtidos por seus adversários – entre eles, Cida Borghetti (PP) com  19% e João Arruda (MDB) com 9,07% – já somam 35,31%, ou seja, Ratinho Junior já não tem votos suficientes para vencer a eleição no primeiro turno.
A pesquisa aponta ainda Dr Rosinha (PT), 3,07%; Ogier Buchi (PSL), 1,47%; Professor Piva (Psol), 0,67%; Ivan Bernardo (PSTU), 0,4%; Jorge Bernardi (Rede), 0,3%, Priscila Ebara (PCO), 0,2% e Geonísio Marinho (PRTB), com 0,13%. Indecisos somam 13%, brancos e nulos, 10%; e os que declararam que não votaram em nenhum dos candidatos listados, 6,4%.
O instituto entrevistou 1,5 mil eleitores entre os dias 19 e 22 de setembro em 73 cidades. A margem de erro é de 2,5% para mais ou para menos e o grau de confiança, de 95%. A pesquisa está registrada no TSE sob o número PR-0027/2018.
Rejeição

Dr Rosinha lidera a rejeição com 16,99%, seguido de Ratinho Junior (15,79%), Cida Borghetti (15,6%), João Arruda (4,99%), Piva (4,99%), Ogier Buchi (1,01%), Priscila Ebara (0,95%), Geonísio Marinha (0,69%), Jorge Bernardi (0,57%) e não sabem, 41,5%.

Deixe um Comentário

%d blogueiros gostam disto: