Paraná

Paraná terá versão ampliada do Programa Criança Feliz

Assessoria


O ministro da cidadania, Osmar Terra, estará em Curitiba na próxima quinta-feira (18/04) para o evento de implantação do programa Criança Feliz no Paraná – que terá no estado uma abordagem diferente do restante do país, com ampliação da faixa etária atendida e dos atendimentos oferecidos. 

“O programa vai ajudar as famílias, principalmente as mais pobres, no estímulo do desenvolvimento das crianças em seus primeiros anos de vida, quando surge a maior parte das suas competências, e também na segunda infância”, diz o secretário da Justiça, Família e Trabalho, Ney Leprevost.

Lançado em 2016 pelo governo federal, o Criança Feliz integra ações nas áreas da saúde, assistência social, educação, justiça e cultura. O Paraná chegou a assinar a adesão ao programa em 2017, mas desistiu de sua execução no final daquele ano por não conseguir colocá-lo em prática – o que será feito agora na gestão do governo Ratinho Junior, de forma ampliada.

A nova adesão ao programa foi aprovada pelo Conselho Estadual de Assistência Social (Ceas), no final de 2018. Os repasses de recursos para a supervisão, capacitação, contratação e remuneração dos visitadores são de responsabilidade do governo federal e a adesão dos municípios é voluntária. A previsão é levar o convênio a 240 municípios do estado.

O ponto central do Criança Feliz é a visita semanal de técnicos às casas das famílias de baixa renda para acompanhar e estimular o desenvolvimento das crianças até os 3 anos de idade. O programa atende também crianças de até 6 anos afastadas do convívio familiar. Mas, no Paraná, será estendido para a chamada segunda infância, com atendimento a crianças de até 12 anos.

“Além do aspecto de saúde e assistência, a intenção desta ampliação é impactar também numa redução do número de adolescentes em conflito com a lei”, explica o diretor do Departamento de Assistência Social da Sejuf, Fernando Castellano. “Aqui no estado teremos convênios que possibilitarão criar ações de lazer e brincadeiras para crianças da comunidade nos municípios, com a implantação de brinquedotecas.

Também estão previstos o acompanhamento de mães detentas e seus filhos no sistema prisional e a busca de parcerias com universidades para a inclusão de profissionais de enfermagem e de odontologia no atendimento às crianças”, completa o diretor.

No Paraná, a política de proteção à primeira infância receberá um importante reforço com o Criança Feliz. Ele vai se somar e agir em conjunto com, entre outros, a Força-Tarefa Infância Segura, que trabalha com ações de prevenção e repressão a crimes contra crianças.

“A infância é prioridade máxima no governo Ratinho Junior, assim como os idosos”, finaliza o secretário Ney Leprevost.

Evento de implantação do programa Criança Feliz no Paraná

Data: 18/04 (quinta-feira)

Horário: 10 horas

Local: Bosque São Cristóvão (Rua Margarida Ângelo Zardo Miranda, 85 – Santa Felicidade – Curitiba)

Programa é finalista do WISE Awards 2019

O Criança Feliz é um dos 15 finalistas do WISE Awards 2019, prêmio da Cúpula Mundial de Inovação para a Educação que reconhece as iniciativas mais inovadoras do mundo na área. O programa do governo federal foi selecionado ao lado de outros da Inglaterra, França, Índia, Quênia, Ruanda, Jordânia, China e Estados Unidos.

A premiação é uma das mais concorridas do mundo e abrange iniciativas públicas e privadas. De acordo com o ministro da Cidadania, Osmar Terra, a indicação valoriza as ações do Criança Feliz – já presente em 2.622 municípios brasileiros e que já atendeu mais de 552 mil crianças e gestantes. “O programa foi escolhido, também, por ser o maior do mundo em atenção à primeira infância. O governo brasileiro fica muito honrado e queremos cada vez mais que o Brasil seja destaque na área social”.

Entre os critérios analisados pelo do júri estavam a inovação e a capacidade dos programas transformarem indivíduos, comunidades e sociedades, além da apresentação de um plano claro de desenvolvimento. O que, de acordo com a secretária Nacional de Promoção do Desenvolvimento Humano do Ministério da Cidadania, Ely Harasawa, torna o reconhecimento ainda mais significativo. “É uma honra ser selecionado entre tantos inscritos e receber este retorno positivo da comunidade internacional”.

Finalistas – “Cada um dos finalistas do WISE Awards 2019 criou uma solução comprovadamente eficaz diante de desafios globais. Seja para garantir o acesso à educação básica na infância ou para preparar as crianças para o futuro, cada projeto já está transformando vidas e representa um modelo inspirador. Consideramos estas iniciativas vitais para a inovação na educação”, considera o diretor da WISE, Stavros Yiannouka.

Os vencedores serão anunciados em julho, e a premiação será durante a reunião da Cúpula Mundial de Inovação para a Educação, em novembro, em Doha, no Catar. Além das oportunidades de promoção e criação de redes de trabalho, cada iniciativa vitoriosa receberá U$ 20 mil.

Deixe um Comentário