Cornélio Procópio

Pandemia reflete no transporte coletivo e obriga empresa a reduzir horários

Ônibus vão circular apenas em horários de pico, nas entradas e saídas de expedientes

Viação Procopense vai manter apenas os horários de maior movimento de passageiros
(foto: viação procopense)
CRÉDITO: DIVULGAÇÃO/PREFEITURA DE CIANORTE

Cornélio Procópio – Ataíde Cuqui


A queda brusca no movimento de passageiros no sistema  de transporte urbano em Cornélio Procópio em função da pandemia obrigou a Viação Procopense,   empresa que explora a atividade no município, a  reduzir os seus horários de atendimento.  A medida foi comunicada  através da assessoria jurídica  da empresa, informando que a partir desta quarta-feira (23)  serão mantidos apenas os horários de maior movimento de passageiros nos períodos da manhã, hora do almoço e final de expediente.

“A empresa, que já vinha  atravessando momentos difíceis, piorou ainda mais com  sua receita caindo muito neste período de pandemia o que a obrigou a  entrar nessa redução de horários”, relatou  o  assessor jurídico, advogado Claudiney Athayde. Adiantou que, caso não haja uma retomada dos créditos, a situação tende a piorar já que a empresa há muito vem sofrendo com  disparidades entre receita e despesa, ocasionadas por quedas sucessivas no movimento de passageiros.

“Não existe mágica nesta questão. É a quantidade de dinheiro que entra e a quantidade de dinheiro que sai. É uma equação que tem que ser fechada no final do mês. Se o  custo é maior do que aquilo que se arrecada, o prejuízo é na certa”, explicou o advogado, ao relatar   a que empresa já vem registrando prejuízos há anos. “Infelizmente é um momento crítico para a  empresa que  não dispõe de nenhum subsídio do município e acaba ficando sozinha com o ônus”, disse o advogado.

Ele reconhece que o preço da passagem para o município é alto e afirma que o problema já vem de muito tempo atrás. “Quando houve o processo licitatório, foi oferecida uma média de 60.900 passageiros. Isto criou na empresa   uma expectativa de arrecadação baseada nesse valor passando a investir de acordo como que previa o edital. Entretanto, com sucessivas quedas de passageiros, passou a acumular dívidas todos os meses. A Viação Procopiense detém a concessão  do transporte coletivo no município há mais de 40 anos.

Deixe um Comentário