Wenceslau Braz

Obras de hospital quase concluídas

Local tem a construção de um novo centro cirúrgico, já que a antiga foi demolida em 2013 

Da Redação


A construção do centro cirúrgico do Hospital São Sebastião, em Wenceslau Braz, está quase concluída. A unidade recebe a instalação de um moderno sistema de ar condicionado e tem a previsão de atender pacientes no primeiro semestre do ano que vem. O investimento é orçado em cerca de R$ 1 milhão com recursos do governo do Estado, revela o prefeito Paulo Leonar.

O município está sem centro cirúrgico desde que a antiga estrutura foi demolida, em 2013. De lá para cá quaisquer procedimentos cirúrgicos que precisem ser realizados em pacientes de Wenceslau Braz, incluindo partos, acontecem em hospitais de cidades vizinhas. 

Prefeito e direção do hospital com novos equipamentos do centro cirúrgico

O prefeito de Wenceslau Braz, Paulo Leonar (PP), foi o autor da articulação política que garantiu a liberação dos recursos à instituição. “Foi um compromisso de campanha que assumimos com a população, de resolver essa situação catastrófica que nosso hospital vivia pela irresponsabilidade dos gestores da época, que em nenhum momento lutaram para manter nosso centro cirúrgico aberto”, critica. 

“Junto ao deputado Alexandre Curi podemos reverter um dos maiores, senão o maior problema da nossa história, que resultou em vidas perdidas e transtornos para milhares de pessoas que precisavam ir para municípios vizinhos para partos e cirurgias. Felizmente esse terror na vida dos pacientes está com os dias contados e logo teremos um novo centro cirúrgico e um hospital que também recebeu melhorias para se tornar uma referência regional”, projeta o prefeito. 

Além da articulação para garantir o recurso, Paulo Leonar destaca outra ação fundamental para que o Hospital São Sebastião se mantivesse com as portas abertas: o aumento dos valores do convênio entre a instituição e a prefeitura, que em janeiro de 2017 passou de R$ 30 mil para R$ 60 mil mensais. O valor é referente aos serviços de urgência e emergência no município, realizados pelo hospital. 

“A verdade é que o Hospital São Sebastião iria fechar em poucos meses se não tomássemos alguma atitude. Então dobramos o valor, porque o centro cirúrgico era a principal fonte de receita e sem ele a instituição passou a ter prejuízos seguidos e tinha uma situação financeira quase que insustentável”, relembra o prefeito.

Com os recursos, o hospital também tem investido em reformas e ampliações. O número de leitos subirá de 33 para 55 e algumas readequações do prédio, muito antigo, também são feitas para que as atuais – e exigentes – normas técnicas dos órgãos fiscalizadores de saúde sejam rigorosamente atendidas. 

Os aparelhos que vão equipar o novo centro cirúrgico já foram licitados pelo Hospital São Sebastião, que investiu R$ 350 mil para garantir aos pacientes uma aparelhagem das mais modernas.

Deixe um Comentário