Hospital Regional do Norte Pioneiro

Nascimento de trigêmeos prematuros gera emoção no Hospital Regional do Norte Pioneiro

Assessoria Funeas


Na manhã  desta segunda-feira(17) o Hospital Regional do Norte Pioneiro – HRNP, em Santo Antonio da Platina-PR, administrado pela Fundação Estatal de Atenção em Saúde do Paraná – Funeas, registrou o nascimento de trigêmeos em sua maternidade.

De acordo com o Dr Fábio Chaves, Responsável Técnico pela área de Ginecologia e Obstetrícia do Hospital, a Paciente com idade gestacional de 30 semanas e 3 dias deu entrada no HRNP às 05h20 da manhã desta segunda-feira, e por volta das 10h57 a primeira criança nasceu, um menino pesando 1,682Kg.

Logo em seguida, às 11h10 nasceu o segundo bebê, uma menina, pesando 1,415Kg. A terceira gemelar, outra menina, nasceu às 11h14, pesando 1,190Kg. As três crianças foram encaminhadas para a UTI Neonatal do HRNP, para iniciar o tratamento, devido a prematuridade e passam bem.

Chaves ressalta sobre o sucesso do parto devido o tipo de gestação de alto risco, trigemelar dicoriônica -triamniótica, ou seja, foram produzidas apenas duas placentas para três bebês.

“O parto de trigêmeos é sempre uma emoção, algo atípico, em que você só descansa quando termina”, comemora Chagas, que ainda relatou que após a conclusão do parto toda a equipe comemorou, “Teve salva de palmas e tudo”, disse Chaves.

“Me senti muito emocionada. Segundo caso de trigêmeos que vejo no hospital, o primeiro de parto normal, vibrei com a mãe, o dom da vida é muito gratificante, e ver a emoção da mãe é mais gratificante ainda.” Relatou a técnica em enfermagem da UTI Neonatal Rafaela Alves.

A mãe, Janaína Corsini, relatou sobre o receio que teve no início da gestação, de não conseguir realizar os partos e acabar prejudicando os bebês.

“Na hora do parto as funcionárias me ajudaram muito, parecia que faziam força comigo. Muito atenciosas e cuidadosas. É estranho ter o bebê e não estar com eles, mas sei que é para o bem deles estar na UTI Neonatal, meu obstetra já havia me falado sobre isso. Não dá pra explicar o amor que senti ao ver as carinhas, morrer de amor e depois morrer de dor, por três vezes”. Explicou emocionada Janaína.

Cristiano dos Santos Silva, pai dos trigêmeos, agradeceu a Deus pelo nascimento dos filhos e considera que é um milagre divino o fato de terem nascido bem. “Não tenho palavras para expressar o amor que tenho por eles. Hoje eu sei o que é o amor de Deus”, disse o pai.

0A Enfermeira Gabriela, Coordenadora da UTI Neonatal do HRNP disse que se emociona sempre, em todos os partos, porque cada um é diferente, “A possibilidade de cuidar do amor de algúem, de estar ali perto, de ver os olhinhos deles, ver o amor nos olhos da mãe, poder dar esse cuidado, estar preocupada em dar o primeiro atendimento e ao mesmo tempo sentir a emoção do momento. É muito gratificante”, disse Gabriela,

Deixe um Comentário