região

Municípios menores escolhem

Os municípios com menos de 10 mil habitantes estão cada vez menores. É o que aponta o Censo 2020 sobre os integrantes da Amunorpi (Associação dos Municípios do Norte Pioneiro).

Da Redação


Mesmo com um ganho populacional em termos regionais, boa parte das cidades pequenas encolheram ainda mais.
Abatiá, Figueira, Guapirama, Jundiaí do Sul, Salto do Itararé, Santana do Itararé, São José da Boa Vista e Tomazina são municípios da região com população inferior a 10 mil pessoas e que perderam habitantes no comparativo entre o Censo de 2020 e o Censo de 2010.

Barra do Jacaré, Conselheiro Mairinck, Jaboti, Japira, Pinhalão e Quatiguá também possuem números de habitantes nesta faixa, porém conseguiram, no mínimo, não perder habitantes neste período de 10 anos entre os dois levantamentos realizados pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística).

Entre os que diminuíram, chama a atenção os casos de Figueira e Tomazina, que tiveram as maiores reduções populacionais – caindo, respectivamente, de 8.293 para 7.696 moradores e de 8.791 para 7.807 habitantes.

O detalhe é que entre os municípios que cresceram, a maior parte teve um ganho mínimo. Ou seja, quem perdeu, teve quedas mais acentuadas, enquanto quem ganhou, teve aumento de menores proporções.

Neste cenário quem destoa um pouco é Jaboti, que saltou de 4.902 para 5.303 moradores, e Quatiguá, que no Censo anterior registrava 7.045 e agora tem 7.477 habitantes. Pode-se notar, porém, que mesmo nestes casos de maior volume de crescimento, a taxa de evolução habitacional ainda não é expressiva.

REGIÃO
De acordo com o Censo 2020, a região como um todo teve saldo positivo de quase 10 mil habitantes, passando de 320.009 para 329.869 moradores neste período de tempo entre os dois levantamentos realizados pelo IBGE.

Os dados de 2020 mantém Santo Antônio da Platina como o município mais populoso da região, seguido por Jacarezinho, Ibaiti, Cambará e Siqueira Campos – que superou Andirá no ranking de habitantes.

Na outra ponta da tabela Barra do Jacaré segue como o município menos populoso da micro região, seguido por Jundiaí do Sul, Guapirama, Conselheiro Mairinck e Salto do Itararé.

CRESCIMENTO PROPORCIONAL
Siqueira Campos é o município dono do maior crescimento populacional se comparado aos demais municípios da região da Amunorpi, tendo um acréscimo de 15% no número de moradores em 10 anos.

O município, que em 2010 registrava 18.454 moradores, tem agora uma população estimada pelo IBGE de 21.249 pessoas.

Deixe um Comentário