Eventos Gastronomia

Mulheres do Café são premiadas em Londrina


Leilão garantiu preço médio de R$ 700 para lotes de cafés especiais, durante o evento
CRÉDITO: Divulgação / Emater

Folha de Londrina

Produtoras do Norte Pioneiro participaram de um leilão de cafés especiais, o 2º Cup das Mulheres do Café do Norte Pioneiro, realizado em Londrina, na sede do Iapar (Instituto Agronômico do Paraná), na sexta-feira (30). Foram oferecidos 42 lotes de 30 kg produzidos pelas integrantes do Projeto Mulheres do Café, que busca melhorar a qualidade do produto, agregar renda às famílias e valorizar o trabalho feminino.

Os lotes selecionados de cafés foram previamente avaliados por um júri especializado segundo os parâmetros da Associação Americana de Cafés Especiais (SCAA, na sigla em inglês). A ação, que visava a divulgação dos cafés produzidos pelas integrantes do grupo, foi organizado pela Emater, Iapar, Faep (Federação da Agricultura do Estado do Paraná) e IWCA Brasil (Aliança Internacional das Mulheres do Café). 

Leilão garantiu preço médio de R$ 700 para lotes de cafés especiais, durante o evento
CRÉDITO: Divulgação / Emater

O remate era dirigido a cafeterias, torrefadoras e exportadores que tiveram à disposição amostras para degustação. Os lances foram oferecidos diretamente às cafeicultoras participantes. O preço médio de cada lote foi de R$ 700. 

Conforme avaliação do júri, composto por nove profissionais (Q-Grader e degustadores oficiais) foram ranqueados os três melhores cafés nas categorias natural e cereja descascado. As produtoras Sirlei de Fatima da Cruz Carvalho, de Joaquim Távora; Maristela de Fátima da Silva Souza, de Tomazina e Elielce Monteiro Machado, de Pinhalão ficaram com os três primeiros lugares, respectivamente, no café natural. 

Leilão garantiu preço médio de R$ 700 para lotes de cafés especiais, durante o evento
CRÉDITO: Divulgação / Emater

Na categoria cereja descascado, as três classificadas foram Laura de Oliveira Freitas, de Tomazina; Edicleia Aparecida Peres Penha, de Ibaiti; e Edineide Aparecida Correa, de Figueira. 

Deixe um Comentário