Jacarezinho

Mulheres do Café encerram 2019 com bons resultados

Cafés produzidos no Norte Pioneiro no valor médio de R$ 16,14 / kg

Da Redação com Assessoria


Após um ano difícil para a produção de cafés especiais devido às adversidades climáticas, ainda assim as Mulheres do Café do Norte Pioneiro encerram o ano com bons resultados comerciais.

O 3º Cup das Mulheres do Café, neste ano realizado em quatro etapas, foi uma excelente oportunidade para demonstrar o potencial dos cafés produzidos pelas mulheres no Paraná. Na primeira etapa realizada durante a Ficafé em Jacarezinho, foram avaliados 19 cafés por um júri especializado. Este foi o momento de verificar o potencial dos cafés, pontuá-los numa linguagem comercial, compreendida pelos empreendedores que atuam no ramo de cafeterias, torrefação e exportação.

Na sequência os cafés foram apresentados em três cupping, em Curitiba, na cafeteria Super Nova Hub, em São Paulo, no Futuro Refeitório, e em Belo Horizonte, no maior evento brasileiro de cafés especiais, na Semana Internacional do Café.

Para a coordenadora do Projeto Mulheres do Café, a extensionista do Emater Cíntia Mara Lopes de Souza, “os cupping são a vitrine para as produtoras demonstrar o potencial de mercado, entrar em contato com compradores e realizar negócios com os vários lotes especiais produzidos na propriedade. Este é o 3º Cup e, desde a realização do 1º, em 2017, muitos compradores já adquiriram cafés na nossa região, pois o evento dá visibilidade”.

O evento foi encerrado com a realização do leilão dos cafés que, pela primeira vez, foi no formato digital, oportunizando empreendedores de todo o Brasil acessarem a plataforma e oferecer lances. Todos os cafés foram comercializados no valor médio de R$ 16,14 / kg, enquanto que o café comercial está sendo vendido a aproximadamente R$ 7 / kg. Os cafés foram adquiridos por empreendedores de São Paulo e do Paraná. Entretanto, empreendedores de várias regiões do País acessaram a plataforma.

Na Semana Internacional do Café, em Belo Horizonte, foram premiadas as três produtoras que produziram os melhores cafés nas duas categorias do Cup. O vencedor foi o café produzido por Maria Aparecida Maciel do município de Japira, um café da variedade Arara, cereja, descascado, de 86,25 pontos, com aroma de melaço, mel, baunilha e frutas amarelas, comercializado ao valor de R$ 31,70/kg. Este café foi o campeão da categoria cereja descascado e na classificação geral.

Confira as classificações:

Categoria Natural 

1º lugar – Maria Cristina da Silva Costa – Bairro Matão/Tomazina

2º lugar – Lúcia Aparecida Pedro Diniz – Bairro Matão/Tomazina 

3º Lugar – Claudete Valle Pires – Japira 

Categoria Cereja Descascado

1º lugar – Maria Aparecida Maciel – Japira

2º lugar – Maristela Fátima de Souza Silva – Bairro Matão/Tomazina

3º lugar – Anna Angélica de Freitas Gonçalves – Bairro Matão/Tomazina 

A premiação e os eventos foram realizados pela Associação das Mulheres do Café do Norte Pioneiro – Amucafé e Emater e fazem parte da metodologia de trabalho do Projeto Mulheres do Café, desenvolvido desde 2013.

Deixe um Comentário