Policial

Motorista de capotamento que terminou na morte de bebê fugia após matar o sogro


Inicialmente, motorista disse que tinha sido vítima de um assalto (Foto: Colaboração)

Uma reviravolta inacreditável no acidente de trânsito seguido de capotamento, que terminou na morte de um bebê de um ano na comunidade do Assungui, em Rio Branco do Sul, região metropolitana de Curitiba, na manhã desta quarta-feira (21). O motorista, Wesley Bonfin, e o ocupante, Aryton de Lima, foram presos em flagrante, já que haviam matado outro homem momentos antes do capotamento do veículo. Inicialmente, o condutor havia dito que tinha sido vítima de um assalto, o que era uma mentira.

Minutos antes do acidente, que além da criança morta deixou a mãe dela, esposa do motorista, gravemente ferida, Ezequiel Marino Fagundes, de 37 anos, foi assassinado na região, com golpes de faca e paus. Ezequiel era pai da mulher e sogro do condutor. A suspeita do envolvimento dos ocupantes do carro no crime aumentou depois que dentro do veículo foi localizada uma faca.

De acordo com a Polícia Civil, após entrevistas com testemunhas e coletas de prova, foi possível precisar que o motorista e o passageiro, que é primo dele, cometeram o crime contra Ezequiel. A informação é que Wesley foi com a família tirar satisfações com o sogro, já que havia uma desavença anterior entre eles. Aconteceu uma discussão que terminou nas agressões contra a vítima fatal. Após isso, a família embarcou no carro e envolveu-se no acidente.

Preso, Wesley confessou o crime e foi encaminhado à delegacia. Ele e o primo, Ayrton, foram autuados por homicídio doloso qualificado pela torpeza e surpresa contra a vítima. Além disso, Wesley foi preso pela prática do crime de homicídio culposo (contra o filho) e lesão corporal contra a esposa e primo.

A esposa do assassino, que perdeu o filho no acidente, permanece internada em estado gravíssimo no hospital. Ayrton também permanece hospitalizado.

Deixe um Comentário