Luto Siqueira Campos

Morre Dirceu Rodrigues, ex-prefeito de Siqueira Campos

Político é apontado como grande responsável pelo processo de industrialização do município


Dirceu foi prefeito de Siqueira Campos em três oportunidades

Da Redação


O município de Siqueira Campos perdeu, na madrugrada desta terça-feira (29), o ex-prefeito Dirceu Rodrigues, um dos mais importantes líderes políticos da história local e que morreu por uma série de complicações em seu já debilitado quadro de saúde.

Dirceu, que lutava há algum tempo contra o Alzheimer, estava internado em uma casa de repouso em Curitiba, onde será sepultado possivelmente ainda nesta terça-feira. Como existe a suspeita de contágio pela Covid-19 não haverá velório.

Viuvo há alguns anos, o ex-prefeito morreu no dia que completava 74 anos de idade. A prefeitura de Siqueira Campos deve decretar luto oficial.

TRAJETÓRIA

É impossível falar da política de Siqueira Campos sem citar Dirceu Rodrigues, que foi prefeito do município por três mandatos (1989-1992, 1997-2000 e 2001-2004) e deu uma significativa contribuição para o progresso do município, especialmente pela política visionária de atração de empresas, ainda no fim da década de 80.

A presença da Pro Tork, empresa que hoje gera cerca de 4 mil empregos diretos em Siqueira Campos, é uma das conquistas da gestão de Dirceu como prefeito. A avaliação popular do ex-gestor era tão grande que até hoje é recordista de votos em uma eleição majoritária: 7,4 mil votos no pleito de 2000, marca esta nunca alcançada mesmo com o aumento do número de eleitores.

Outra prova da influência política do ex-prefeito é que, na sua sucessão ao cargo em 2004, o eleito foi o então vice-prefeito, Luiz Antônio Liechocki, que tinha apoio público de Dirceu Rodrigues e depois foi reeleito para o cargo em 2008.

Dirceu Rodrigues ainda era cotado e franco favorito para as eleições municipais de 2012, porém teve o pedido de candidatura negado pela justiça eleitoral por reprovação de contas referentes a seus mandatos anteriores como prefeito.

Depois disso Dirceu Rodrigues optou por se afastar de disputas eleitorais. O último cargo público foi de chefe do escritório regional da Secretaria Estadual do Trabalho, em Jacarezinho, no começo da década de 2010.

Deixe um Comentário