Paraná

Maioria das prefeituras do Paraná garante 13º em dia

Da Redação


Apesar da maioria dos municípios do Paraná garantir o pagamento sem atrasos do 13º salário dos servidores, um quarto das prefeituras do Estado ainda não têm recursos para pagar os salários de dezembro do funcionalismo. Levantamento realizado pela Confederação Nacional de Municípios (CNM) mostra que 26,4% das prefeituras paranaenses ainda dependem de receitas extras nesse fim de ano para fechar a folha de dezembro. De acordo com levantamento, a folha de pagamento do mês de dezembro está em dia em 287 prefeituras do Estado (72,1%), outras cinco confirmaram que vão atrasar (1,3%) e 105 (26,4%) não sabe porque depende de receitas extras. Apenas uma das 399 prefeituras não respondeu a pesquisa da CNM.

Segundo o estudo, 233 prefeituras paranaenses vão pagar o décimo-terceiro em parcela única (58,5%), outras 165 (41,5%) pretendem pagar parcelado. Entre as 287 prefeituras que vão pagar em parcela única, 222 vão pagar no próximo dia 20 (95,3%), apenas uma já pagou (0,4%), oito (3,4%) vão atrasar e 2 (0,9%) não responderam. Entre as 165 prefeituras do Estado que vão pagar parcelado, 157 já pagaram a primeira parcela e 156 pretendem pagar a segunda parcela até 20 de dezembro. Cinco acreditam que vão atrasar a segunda parcela.

Questionadas se vão deixar restos a pagar para o próximo ano, 229 prefeituras do Paraná disseram que sim. Outras 75 disseram que não e 93 ainda não sabem, porque depende de receitas extras. Segundo a pesquisa da CNM, 58,3% das prefeituras do Estado não estão com atraso no pagamento de fornecedores, ou seja 232. Outras 164 administrações municipais (41,2%) está com atraso no pagamento de fornecedores. De acordo com a sondagem, 395 das prefeituras do Paraná dizem manter os gastos com pessoal até 60%.

Crise – A pesquisa da CNM perguntou às prefeituras paranaenses quais foram as medidas que as prefeituras tomaram para se adequar à crise. Segundo as respostas, 285 delas reduziram despesas de custeio, 144 cortaram cargos comissionados, 134 desativaram cargos, 125 reduziram quadro de funcionários, 85 desativaram equipamentos, 34 alteraram horário de expediente, 33 suspenderam serviços, como coleta de lixo, e só 14 reduziram salários de prefeitos e vereadores.

Tendência – As prefeituras do Paraná seguem a tendência nacional, já que mais de um quarto das prefeituras brasileiras ainda não têm recursos para pagar os salários de dezembro segundo levantamento realizado pela Confederação Nacional de Municípios (CNM) mostra que 26,8% ainda dependem de receitas extras nesse fim de ano para fechar a folha de dezembro.Os prefeitos pedem ao presidente Jair Bolsonaro a antecipação de R$ 5,3 bilhões referentes ao bônus de assinatura pelo megaleilão do pré-sal. A expectativa é usar o recurso para bancar contribuições previdenciárias de novembro, dezembro e sobre o 13º salário dos funcionários públicos.

NÚMERO

164 prefeituras paranaenses,
ou 41,2%, admitem que estão com pagamentos em atraso com fornecedores, segundo levantamento da Confederação Nacional dos Municípios (CNM)

Deixe um Comentário