Policial

Júri condena pintor que matou estudante com golpe de canivete

Rogério da Costa assassinou Bruno Carvalho da Silva por desavença motivada pela compra de uma porção de cocaína; R$ 20

Luiz Bannwart com Junior Queiroz

O pintor Rogério da Costa, 41 anos, que em fevereiro de 2018 assassinou com um golpe de canivete o estudante Bruno Carvalho da Silva, à época com 21 anos, em Santo Antônio da Platina, foi condenado na manhã desta terça-feira (4) a 12 anos de prisão em regime fechado pelo crime de homicídio qualificado.

A defesa representada pelo advogado Alex Dias Massarelli defendeu a tese de homicídio privilegiado, sustentando que Rogério agiu sob forte emoção após injusta provocação da vítima. O Conselho de Sentença, no entanto, acolheu o pedido do promotor de Justiça Hugo Napoli Cunha pela condenação do réu pelo crime de homicídio qualificado.

De acordo com os autos, o estudante foi assassinado porque entregou farinha no lugar de cocaína a Rogério, que teria pagado R$ 20 pela porção da droga. Segundo o Ministério Público, o autor agiu por motivo fútil e impossibilitou a defesa da vítima, que foi atingida no coração e morreu pouco tempo depois de dar entrada no Centro Cirúrgico do Hospital Nossa Senhora da Saúde.

A defesa não informou se pretende recorrer da sentença proferida pelo juiz Julio Cesar Michelucci Tanga.

Deixe um Comentário